- Esportes

Japão se despede da Copa do Mundo limpando vestiário na China: “Muito obrigado”

O Japão se despediu da Copa do Mundo de basquete na última segunda-feira, dia 9, no Torneio de consolação, com derrota para Montenegro por 80 a 65. Os japoneses, contudo, deixaram a China repetindo um gesto que já se tornou praxe em estádios de futebol do país e também nos vestiários utilizados pelas seleções do país, independentemente do esporte. Em Dongguan, os atletas e comissão técnica limparam a área, deixando impecável. No quadro tático, um recado: “Muito obrigado”.

Os japoneses não são bem vistos pela maioria dos chineses. A maioria guarda mágoa pela invasão japonesa durante a Segunda Guerra Mundial. Nela, a cidade de Nanquim, onde o Brasil jogou a primeira fase, 300 mil chineses foram aniquilados pelo exército japonês. Com histórias passadas por avós, muitos deles ainda vivos, a população local não nutre simpatia pelo vizinho.

Na Copa do Mundo, contudo, o Japão foi um bom visitante. Em todas as partidas repetiu a cena da despedida. Apesar da eliminação na primeira fase, o Japão está classificado para a Olimpíada do ano que vem por ser o país-sede dos Jogos. Na China, a seleção contou com a participação do jovem Rui Hachimura, a nova estrela do basquete japonês e draftado para a NBA.

A seleção deixou a China com cinco derrotas em cinco jogos, ainda longe de fazer frente para qualquer país. O técnico foi o argentino Julio Lamas, recebido em Tóquio ao lado dos demais atletas como se fossem heróis, com aeroporto lotado de fãs. Nas redes sociais, a Associação Japonesa de Basquete agradeceu a recepção e prometeu muito trabalho para tentar melhorar em Tóquio 2020.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *