- Esportes

Termômetro do Pan: após Mundial histórico, taekwondo busca recorde de pódios em Lima

O taekwondo se tornou, neste ano, a “nova menina dos olhos” do esporte brasileiro. No Campeonato Mundial, a seleção brasileira foi ao pódio cinco vezes, ficando em terceiro lugar no quadro de medalhas, resultado que empolga os atletas para os Jogos Pan-Americanos de Lima, que serão realizados entre os dias 26 de julho e 11 do agosto. O que é importante se destacar é que o taekwondo no continente é muito forte, e o Pan deve contar com diversos medalhistas olímpicos e em Mundiais. A melhor campanha da história do Brasil foi em 2007, quando levou um ouro, uma prata e dois bronzes. Para Lima, o GloboEsporte.com projeta cinco medalhas, uma dela de ouro.

O GloboEsporte.com tem feito, toda semana, uma projeção de medalhas do Brasil nos Jogos Pan-Americanos. Acreditamos que o país tem condições de brigar pelo segundo lugar no quadro geral de medalhas e ficar perto do recorde de 52 ouros, feitos em 2007. Na projeção do site, a natação deve conquistar doze ouros, o judô brasileiro pode “gabaritar” e ir ao pódio nas 14 categorias, a canoagem tem tudo para ser líder continental, e as mulheres são as maiores chances do país nas lutas. Na vela, o Brasil deve conquistar dois ou três títulos. No ciclismo, o site faz a projeção de uma medalha de ouro e um total de quatro pódios, e o tiro não contará com Felipe Wu.

Na categoria até 49kg, Talisca Reis busca sua segunda medalha em Pans, e tem como principais rivais Yvette Yong, do Canadá, Daniela Souza, do México, e Victoria Stambaugh, de Porto Rico, e Monique Rodríguez, dos Estados Unidos. É uma categoria muito disputada, com a canadense a principal favorita, e muita gente brigando pelo pódio.

Na categoria até 57kg, Rafaela Araujo é a representante brasileira. A canadense Skylar Park é a favorita ao título. Genesis Andujar, da República Dominicana, e a chilena Fernanda Aguirre brigam pelo pódio, assim como a mexicana Paulina Armería. No peso até 67kg, uma das favoritas é Milena Titoneli, do Brasil, que foi bronze no Mundial do mês passado. Mas a americana Paige McPherson, que é medalhista olímpica, também é uma candidata muito forte, assim como a mexicana Victoria Tamez e a canadense Ashley Kraayeveld.

Por fim, a categoria acima de 67kg, Raiany Pereira é uma das favoritas. A equipe mexicana ainda não definiu a atleta que vai participar nesta categoria, mas pode ser a medalhista olímpica Maria Espinoza. Raiany, aliás, venceu Maria duas vezes no último ano. A colombiana Gloria Mosquera e a americana Madelyn Gorman Shore também são muito fortes.

No masculino, na categoria até 58kg, Paulo Ricardo é um dos fortes candidatos ao pódio, foi bronze no Mundial no mês passado. Mas tem o mexicano Brandon Plaza, vice-campeão mundial, e o argentino Lucas Guzmán, que também foi ao pódio no Campeonato Mundial. Dominicano e colombiano também na briga.

Na categoria até 68kg, Edival Pontes aparece como, provavelmente, o principal favorito ao ouro. David Paz , da Colômbia, e o medalhista olímpico Luisito Bernardo Pie, da República Dominicana, também estão fortes na disputa. No peso até 80kg, Ícaro Miguel, vice-campeão mundial, é um dos principais candidatos. Mas tem Moisés Hernández, também medalhista no Mundial, além de atletas do Porto Rico e do México.

O peso pesado talvez seja o mais equilibrado. Maicon Siqueira, medalhista olímpico e bronze no Mundial no mês passado, é um dos favoritos. Mas terá pela frente Rafael Alba, campeão mundial, atletas canadenses e mexicanos, além de um colombiano e um americano muito fortes.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *