- Famosos

Anitta rompeu namoro com Pedro Scooby pelo telefone. ‘Não debati’, diz surfista

Pedro Scooby revelou como foi o término, relembrou reencontro com Anitta após separação de Luana Piovani e ainda avaliou as falhas no relacionamento. Em entrevista ao colunista Leo Dias, o surfista não descartou uma conversa com a ex: ‘Um dia a gente merece uma conversa, mas ela precisa do momento dela e eu do meu. Trocar uma ideia como adultos, pessoas que tiveram uma relação intensa’.

Pedro Scooby abriu o jogo e deu mais detalhes sobre o fim de seu namoro com Anitta. Em bate-papo com o jornalista Leo Dias, do “UOL”, o surfista revelou que o relacionamento foi rompido pelo celular. “Por telefone. Falou que acabou. Ela precisava do tempo dela e eu respeitei. Tudo certo. As pessoas têm seus motivos e, se a pessoa quer, você não vai ficar debatendo. Eu não debati. Em algum momento eu perguntei se valeu a pena e é difícil. Quando você está junto, você ainda tenta resgatar, mas depois que se separa, as pessoas se perderam, já não é mais um casal. Depois que você termina não é tão fácil organizar a relação”, explicou ele, acreditando que a amizade irá prevalecer.

‘NÃO ME ARREPENDO DE NADA’, AFIRMA PEDRO SCOOBY
Anitta e Pedro Scooby se envolveram pela primeira vez há alguns anos atrás. O primeira tentativa do ex-casal não vingou e os dois terminaram brigados. Ao se separar de Luana Piovani, com quem se reencontrou em festa de aniversário dos filhos gêmeos, o atleta decidiu se desculpar com a cantora. “Quando eu estava solteiro e mandei mensagem pra ela. Falei: ‘É última vez que vou te pedir desculpa, se você acha que eu errei em algum momento. Só quero te dizer que não tenho nada contra você. Tá tudo certo. Você mexeu comigo durante um tempo, foi irado, não me arrependo de nada e se tiver que sermos amigos vamos ser’. Não quero ter inimigos”, contou.

EX-CASAL ESTAVA BRIGADO DESDE A 1ª RELAÇÃO. ENTENDA!
Segundo Scooby, a retomada do casal em 2019 aconteceu pouco antes da viagem para Bali, na Indonésia, quando foram flagrados juntos em balada. “A gente começou a se falar por telefone, começamos a trocar ideia. No dia do aniversário dela mandei flores e ela nem estava em casa para receber. Ficamos nos falando, como amigos e, um dia, rolou um assunto do tipo ‘gosto de você ainda’. Ela falou ‘eu preciso te ver pessoalmente’, pra entender se gostava. Tava em Portugal e no dia seguinte estava no Rio de Janeiro. Na semana seguinte fomos para a Indonésia. A gente não sabia se a gente ia ficar junto em Bali. Não fomos namorando, fomos para ver se ia ser maneiro e tudo mais”, recordou.

SURFISTA AVALIA FALHA NA RELAÇÃO: ‘EU NUNCA DISSE NÃO’
Para o surfista, o problema da reação foi ter tempo disponível demais. “Acho que por ser tão de bem com a vida e tenho tempo, optei por trabalhar menos e ter mais felicidade pra viver com amigos, família e pessoas que eu amo. Acho que me doei muito. Fui muito intenso, verdadeiro, presente, carinhoso e solicito. Acho que eu nunca disse não. Fui o máximo que eu pude. Eu não me arrependo de nada. Foi incrível. Os presentes que ela me deu na vida: o irmão dela, sou apaixonado. O Mauro, o Painitto, a gente se fala outros assuntos, aleatórios. Tento levar as coisas boas. Não tenho mágoa. Foi maneiro, tá tudo certo. Olha quanta coisa boa a gente viveu”, concluiu.

Fonte: Purepeople


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *