- Cidade

Com início da vazante, nível do Rio Negro reduz em julho e chega a 28,19m

As águas do Rio Negro em Manaus já baixaram 16 centímetros em julho deste ano. A cota atingiu a marca 28,19 metros nessa terça-feira (17). O retornou da subida do nível está descartado e se confirma a previsão do Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

De acordo com sistema de medição do Porto de Manaus, o nível do Rio Negro começou a baixar no dia 28 de junho, após cota máxima de 28,38 metros ser atingida na capital. O CPRM prevê que o fenômeno repiquete não deve ocorrer neste ano.

O repiquete geralmente acontece no final da vazante. Ele é uma espécie de “efeito sanfona” do rio, quando o rio ele desce, ocorre uma parada da redução do nível das águas, sobe por alguns dias e volta a descer de novamente em seguida.

“Pela observação dos dados do Porto de Manaus a indicação é de princípio de vazante. Assim que o rio começa descer ocorre o início da vazante, a não ser que ocorra repiquete. Esse ano acreditamos que não deve ocorrer repiquete devido análise dos dados do Rio Solimões que represa o Rio Negro em Manaus. O Rio Solimões está descendo e a partir do momento que ele começa descer, permite que o Rio Negro escoe mais rápido e acaba baixando o nível em Manaus. Por isso acreditamos que não vai ocorrer repiquete”, explicou pesquisadora em Geociências do CPRM, Luna Gripp.

Rio Solimões
O Rio Solimões no interior do Amazonas também já está processo de vazante. A cota em Tabatinga, município a 1.108 km de distância de Manaus, estava em 5,46 metros no dia 13 de julho, quando último boletim do CPRM foi emitido. O nível é considerado baixo para o período.

“Na maioria das estações de monitoramento do Médio e Baixo Solimões o rio está bem dentro da normalidade. O que está nos preocupando é em Tabatinga, que o rio começou a descer bastante rápido. O Rio Solimões tem indicado níveis bem baixos para essa época do ano comparado com dados da série histórica”, avaliou a pesquisadora do CPRM.

Fonte:G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *