- Esportes

Acostumado a polêmicas em clássicos, Romero tem estilo catimbeiro valorizado por Osmar Loss

Ángel Romero é aquele jogador que dificilmente passa despercebido por um jogo de futebol. Seja pelos gols, pela aplicação tática e marcação forte, ou pelas batalhas que trava com os adversários, o atacante corintiano não se esquiva dos duelos físicos em campo.

O estilo brigador, popularmente chamado de “catimbeiro” na América do Sul, foi comentada por Osmar Loss após a vitória sobre o Botafogo, na quarta-feira, na Arena Corinthians. Segundo o treinador, a “catimba” do paraguaio é uma “capacidade” que não deve ser tolida.

– É a característica do Romero. É um jogador que sabe usar dessa provocação, desse jogo mais catimbado, desse jogo mais de contato, de conversa. A gente não vai tolir isso dele porque acho que é uma característica do jogador. Quando a gente vem aqui e enfrenta equipes argentinas, uruguais, chilenas, e os caras fazem isso, a gente sai falando que os caras sabem fazer esse jogo.

Na vitória de quarta-feira sobre o Botafogo, na Arena Corinthians, o paraguaio mostrou todos esses lados. Marcou o segundo gol corintiano e garantiu a vitória por 2 a 0 na retomada do Campeonato Brasileiro. Roubou uma bola e desarmou outras duas. Foi o jogador em campo que mais sofreu faltas (4). Mas também recebeu um cartão amarelo por simulação. (Veja o lance no vídeo abaixo).

Na interpretação do árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira, Romero se jogou ao notar a aproximação de um botafoguense quando tentava dominar uma bola no campo de ataque, próximo à área do adversário. O técnico Osmar Loss, porém, não poupou críticas à decisão do juiz.

– Eu não acho que ele tenha caido tanto sem necessidade. A falta que ele tomou cartão amarelo, foi falta na entrada da área. Foi uma falta inclusive frontal para a gente. Foi tocado em cima e embaixo pelo jogador do Botafogo e o árbitro deu simulação dele (Romero) e cartão amarelo.

Foi o quarto cartão amarelo de Romero no campeonato, que não estava pendurado para a próxima partida do time no Brasileirão: o clássico contra o São Paulo, às 21h de sábado, no Morumbi. O atacante, portanto, deve estar em campo, bem no tipo de jogo que mais parece gostar de jogar.

Foi exatamente em um clássico, contra o Santos, no Campeonato Paulista de 2018, que Romero se envolveu em uma de suas maiores polêmicas no Corinthians. Depois de reclamar uma agressão do banco de reservas santista, o paraguaio disse ao fim do jogo que o rival comemorava o empate como um “time pequeno”. Foi amplamente criticado, e chegou a conceder uma entrevista coletiva sobre a declaração.

Polêmicas à parte, o paraguaio é um dos mais queridos da torcida do Corinthians, artilheiro da Arena e agora se prepara para enfrentar um adversário que lhe traz boas lembranças. Em 2015, Romero marcou dois gols na goleada por 6 a 1 sobre o tricolor. Contra o Botafogo, marcou seu primeiro gol no Brasileirão de 2018. Nas palavras de Loss:

Fonte: GloboEsporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *