- Esportes

Clayton evolui em tratamento e fica perto de voltar a jogar pelo Atlético; veja vídeo

O ‘calvário’ de Clayton se aproxima do fim. Com apenas 22 anos e o peso de ter sido uma das contratações mais caras da história do Atlético, o atacante de 3 milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões na cotação da época da contratação, no início de 2016) luta para se recuperar de uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, sofrida em 1º de dezembro de 2017. E o retorno após a cirurgia está próximo.

Na Cidade do Galo, Clayton já trabalha no gramado sem limitações físicas. Segundo as palavras do próprio atacante, revelado nas categorias de base do Figueirense, as dores e os desconfortos já não o pertubam mais.

Nas imagens, o jogador trabalha com e sem bola, em exercícios físicos e técnicos. Clayton foi às redes sociais agradecer o departamento médico do Atlético e a torcida alvinegra. Afinal, já são quase sete meses desde a grave lesão, sofrida no penúltimo treinamento da temporada 2017.

“Graças a Deus (estou) podendo voltar a trabalhar sem limitações, dores e desconfortos. Agradeço a Deus todos os dias por me reconstruir nessa fase difícil e me fazer mais forte! A minha família que sempre esteve ao meu lado. A todos os profissionais do Atlético, que estão cuidando da minha lesão e me apoiando dia a dia! E também a massa atleticana, que vem me apoiando e acreditando no meu retorno”, publicou Clayton no Instagram.

Apesar do avanço no tratamento, ainda não há prazo para o retorno do jogador aos jogos oficiais. Afinal, Clayton sofreu a grave lesão dias depois de se recuperar de tendinite no tornozelo esquerdo.

Além da ansiedade de voltar a atuar, o atacante luta para se firmar com a camisa do Atlético. Foram 62 jogos pelo clube, com nove gols e três assistências. Entre o banco de reservas, a titularidade e o curto empréstimo ao Corinthians, nunca convenceu.

Fonte:Superesporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *