- Esportes

Cody Garbrandt evita provocações após se tornar pai, mas ironiza Dillashaw: “Idiota”

O estilo provocador de Cody Garbrandt, exibido antes da primeira luta contra TJ Dillashaw, em novembro do ano passado, ficou para trás. “No Love”, que fará a revanche com o atual campeão do peso-galo neste sábado, na luta principal do UFC 227, em Los Angeles, nos Estados Unidos, se tornou pai há cinco meses e, desde então, mudou sua conduta. É bem verdade que, diferentemente da primeira luta com o compatriota, agora ele é o desafiante.

Em entrevista exclusiva ao Combate, Garbrandt garante que o nascimento do pequeno Kai mexeu com a sua maneira de lidar com a vida e, por isso, não entra nas provocações de Dillashaw.

– Tem sido incrível. Ele é uma benção que eu nunca pude imaginar receber. Sou muito grato, ele só me passa coisas positivas, é um garoto incrível. Ter me tornado pai me mudou completamente. É uma grande experiência, está sendo incrível. São apenas cinco meses vivendo isso, mas já não imagino a vida sem ele. Não tenho tempo para isso (bate-boca). Na verdade não quero gastar minha energia nisso. Sou eu, meu filho e minha esposa. Quero passar tempo em família. Às vezes vejo posts nas redes sociais dele e acho até engracado, mas na verdade não é. Deposito minha energia em um caminho positivo, prefiro ficar com a minha família e fechar meu círculo para coisas negativas não entrarem.

Apesar de evitar as alfinetadas, Cody Garbrandt classificou o compatriota como idiota por tentar intimidá-lo.

– Ele está tentando me provocar com as palavras, mas é um idiota. Está tentando chamar a atenção por conta do pay-per-view e tentando o máximo de dinheiro que ele conseguir. E ele sabe que essa é a última luta dele como campeão, entao está aproveitando para ganhar dinheiro. Não posso ficar bravo por causa disso. Só estou focado no meu trabalho, em chegar em casa e ter minha família. Ele está tentando me envolver em um bate-boca, mas é um idiota, acho até engraçado. Vamos ver no sábado, vamos ver se ele continua falando. Sei que estou focado em 25 minutos de luta.

O lutador da Team Alpha Male – ex-equipe de TJ Dillashaw – passou um mês na Tailândia para apurar o muay thai. Com apenas uma derrota no cartel, Garbrandt assegura que tem motivação de sobra para recuperar o título.

– Ele certamente virá diferente. E eu também certamente aparecerei diferente. Estou mais treinado, mais forte e principalmente com mais foco. Essa é o principal ponto: foco. Não vai ser pro TJ. Ele não vai ser capaz de pegar minha velocidade, minha força e o ritmo que vou impor a ele.

UFC 227
4 de agosto de 2018, em Los Angeles (EUA)
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-galo: TJ Dillashaw x Cody Garbrandt
Peso-mosca: Demetrious Johnson x Henry Cejudo
Peso-pena: Cub Swanson x Renato Moicano
Peso-mosca: Polyana Viana x JJ Aldrich
Peso-médio: Thiago Marreta x Kevin Holland
CARD PRELIMINAR (19h15, horário de Brasília):
Peso-galo: Pedro Munhoz x Brett Johns
Peso-galo: Ricky Simon x Montel Jackson
Peso-galo: Bethe Correia x Irene Aldana
Peso-pena: Matt Sayles x Sheymon Moraes
Peso-mosca: Alex Perez x José Torres
Peso-galo: Ricardo Carcacinha x Kyung Ho Kang
Peso-palha: Danielle Taylor x Weili Zhang
Peso-pena: Marlon Vera x Wuliji Buren

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *