- Esportes

Para apimentar corridas, F1 estuda banir o uso livre de pneus nos treinos das sextas-feiras de GP

No GP dos EUA de 2018, a chuva foi intensa durante a sexta-feira e os treinos livres tiveram pouco tempo de carros na pista. Na corrida, Kimi Raikkonen segurou Max Verstappen e Lewis Hamilton para vencer a prova, os três com estratégias diferentes. Após o GP, Ross Brawn afirmou que a falta de informações da sexta-feira foi primordial para o que aconteceu no domingo. O dirigente teria sugerido, segundo Paddy Lowe, o fim do uso livre de pneus nas sessões da sexta-feira.

– Os carros são completamente confiáveis ​​e estão completamente otimizados em termos de configuração, implantação em torno de pneus ou o que quer que seja. Isso significa que os resultados obtidos são imensamente mais previsíveis. A variável principal é o piloto e os erros que ele pode cometer. Mas, mesmo assim, os pilotos hoje estão completamente em forma, então eles nem se cansam como antes, e são bem treinados. Eles não cometem muitos erros. Precisamos lançar coisas que impeçam a otimização – disse o dirigente da Williams ao “Autosport”.

Lowe ainda afirmou que está de acordo com a ideia de Brawn:

– Ross (Brawn) falou sobre isso, que você não pode testar nenhum pneu na sexta-feira, você tem apenas um pneu de base que é apenas para deixá-lo trabalhar com o carro e aprender o circuito. Algumas coisas assim. Então tudo é jogado como um mergulho da sorte para você na corrida. Eu acho ótimo.

Fonte: Globo esporte

 


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *