- Esportes

Vestiário, bares, acessos: Fla aposta em melhorias por Maracanã “rubro-negro”

Já reparou nas luzes em preto e vermelho da lona que cobre a arquibancada do Maracanã? Imagina agora efeitos de luzes para uma arquibancada rubro-negra. O projeto ainda está no papel, mas é uma das novidades que o Flamengo e o Maracanã preparam para o torcedor.

Na volta ao estádio, nesta quarta-feira, às 21h45, para enfrentar o São Paulo, em jogo importantíssimo para manter a distância de quatro pontos sobre os paulistas e o Atlético-MG, os dois adversários mais próximos do líder, uma novidade será o vestiário e a sala de aquecimento personalizadas. Com painéis e mensagens de arquibancada, os jogadores vão se sentir realmente em casa no Maracanã. Veja as fotos.

É apenas o início, garante Bruno Viana Rodrigues, sócio e diretor da Esportecom, representante comercial do Maracanã, que tem a missão de atrair patrocinadores e “viabilizar o estádio comercialmente”. A aposta é trazer melhorias de produtos e serviços, sem torná-los inviáveis para boa parte dos torcedores. Ou seja, mais baratos. Tudo para torcedores entrarem mais cedo e consumirem dentro do estádio.

– Estamos apalavrados com uma grande cervejaria, que vai ter a exclusividade comercial do estádio. Ela tem a missão de contribuir para melhorar a experiência do torcedor dentro do Maracanã. Basicamente queremos equiparar o que é cobrado fora do estádio dentro do estádio. De forma mais tranquila, segura, confortável, sem pagar nada a mais por isso – destaca Rodrigues.

E o preço da cerveja terá uma redução significativa. Até esta quarta-feira, contra o São Paulo, a latinha de 355ml custa R$ 8. Nos próximos jogos, porém, duas latas de 269ml sairão por R$ 6. A mudança está prevista para o duelo com o Botafogo, marcado para sábado, às 19h. A informação é de Ancelmo Gois, de “O Globo”.

O diretor da agência comercial, que tem contrato com o Maracanã até o fim de 2020, afirma que, além da cervejaria, uma rede de fast food, um aplicativo de táxi, mais uma rede de supermercados, uma farmacêutica e uma montadora de automóveis, estão apalavrados para entrarem no estádio, com produtos, serviços e como anunciantes.

Entre as ideias, que incluem até fazer preliminar de um eventual Fla x Vasco, com duelo de e-games, criar pontos de encontro, com música em bares, para o torcedor entrar mais cedo e consumir alimentos e bebidas no estádio. Todo o consumo nos bares é dividido entre Flamengo e Maracanã, que, observa o diretor da Esportecom, vive momento de remodelação de plano de negócios.

– O Maracanã é um ativo extraordinário. Houve bons acordos comerciais num passado recente, mas não conseguia prosperar, acredito eu, por que faltava um pouco de critério. A precificação é muito importante, ouvir o mercado é muito importante para precificar produtos. A gente transformou o Maracanã num produto viável para o mercado. Estamos correndo contra o tempo. Sendo otimista, no curto prazo, teremos melhorias básicas de consumo e mobilidade. Mas acho que o Maracanã vai estar pleno, com mudança real, definitiva e enorme para o ano que vem – afirmou Bruno Rodrigues.

Fonte: GloboEsporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *