- Polícia

Ex-presidiário é morto a tiros e irmã fica ferida durante suposto acerto de contas, em Manaus

O ex-presidiário Jeckson Rodrigues de Souza, de 34 anos, conhecido como “Olhão”, foi assassinado no início da madrugada desta segunda-feira (30), no bairro Zumbi dos Palmares 1, na Zona Leste de Manaus. O crime tem características de acerto de contas, segundo a polícia. A irmã dele foi baleada e levada para um hospital.

Segundo a 25ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o crime ocorreu por volta de meia-noite. Jekson Souza conversava com irmã Daiane Rodrigues de Souza na frente de casa, quando dois homens em uma moto chegaram atirando na rua Dr. Pegoraro.

Testemunhas relataram para polícia que um dos criminosos desceu da moto e disparou quatro tiros na direção do ex-presidiário. Os tiros atingiram a cabeça, ombro e braço. Jekson Souza sofreu hemorragia cerebral difusa e traumatismo, e morreu no local.

A irmã do ex-presidiário, conhecida por “Formiguinha”, foi baleada nas pernas. A mulher foi levada com vida para o Hospital Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio. Ainda não há informações sobre o estado de saúde.

O atirador e o comparsa fugiram na motocicleta, de cor e placa não identificadas por testemunhas.

O corpo do ex-presidiário foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). As famílias dos irmãos baleados não quiseram comentar as circunstâncias do crime.

Jekson Souza tem passagem por roubo e foi autuado por tráfico de drogas após ser flagrado com entorpecentes na cadeia. “Olhão” deixou o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) há quatro meses. De acordo com a Polícia Civil, ele era ameaçado de morte no presídio.

O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Os investigadores já receberam denúncia com dois apelidos dos possíveis envolvidos no homicídio.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *