- Polícia

Operação Banzeiro prende três e apreende 50 quilos de cocaína em Manacapuru

A Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (SEAI) e o Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), da Polícia Civil do Amazonas, apreenderam 50 quilos de cocaína em uma embarcação em Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus) na madrugada desta quinta-feira (23/08). Avaliadas em cerca de R$ 1 milhão, as drogas estavam escondidas em malas trazidas pelos infratores, após ter sido localizadas com auxílio do cão Zeus, sendo presos o autônomo Francinei Alves Carvalho, 29, e os agricultores Josimar Nunes da Silva, 38 e Valdinei de Menezes Pinheiro, 38.

Segundo a SEAI, a droga vinha de Codajás (a 240 quilômetros de Manaus) e foi apreendida na embarcação Presidente Kennedy no momento da parada no porto de Manacapuru. O material estava sendo monitorado pelas equipes de investigação em mais uma etapa da Operação Banzeiro.

“Os três fazem parte do mesmo grupo de transportadores de droga. Os traficantes contratam essas pessoas para levar o material e tentar burlar a fiscalização que estamos efetuando com a Polícia Civil e Militar. A gente tem investigado estes grupos, acompanhado e fazendo as prisões”, disse o secretário de Inteligência, Herbert Lopes.

A ação policial contou com apoio de policiais civis lotados na 78ª Delegacia Interativa de Polícia – DIP, do município de Codajás. O delegado-geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, destaca que o trabalho das forças de segurança tem conseguido resultados expressivos no combate ao tráfico em todo o Estado. De acordo com levantamento da Delegacia Geral, até julho deste ano, cerca de 5,1 toneladas de entorpecentes foram apreendidas no Amazonas.

Os infratores presos em mais uma etapa da Operação Banzeiro, Francinei, Josimar e Valdinei foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ao término dos procedimentos cabíveis no Denarc, os infratores deverão ser levados à Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, local que funciona como unidade prisional, onde  devem permanecer à disposição da Justiça.

Fonte: PC


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *