- Polícia

Pedreiro é suspeito de invadir casa onde já trabalhou e agredir idosa em assalto no AM

Um pedreiro, de 33 anos, foi preso suspeito de agredir e roubar uma mulher, de 61, no bairro Chapada, Zona Centro-Sul de Manaus. O crime aconteceu na madrugada de quinta-feira (2). Ele havia prestado serviço na casa da vítima e tinha tirado uma cópia da chave do local, escondido. A idosa teve fraturas no maxilar e foi internada em estado grave.

Jozinei Nogueira Anselmo, de 33 anos, foi apresentado em uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (3). Ele disse que cometeu o crime em um “momento de leseira”.

“Eu estava precisando. Estava passando necessidade. Eu peguei só R$ 90. Queria pedir desculpa dela. Ela já me ajudou muito”, disse Anselmo.

De acordo com o delegado Thomaz Vasconcelos, do 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a filha da vítima foi até a delegacia registrar o crime. Ela cotou que um homem, identificado como ‘Nei’, tinha roubado a casa da mãe e a agredido com vários socos.

“Ele já havia trabalhado na casa da senhora, como pedreiro, mas já não trabalhava mais há um ano. Nossas equipes foram em busca do suspeito e o prendemos durante a tarde, na casa que morava, no bairro Cidade de Deus”, disse o delegado.

A fílha da vítima, que preferiu não se identificar, contou que o homem teria tirado uma cópia da chave da casa, quando ainda trabalhava lá. A mãe dormia em um quarto, durante a madrugada, quando percebeu que o homem estava na casa.

“Ela acordou ao sentir a presença de alguém. Ele estava mexendo na bolsa dela. Ela, então, tentou não se mexer, mas ele percebeu que estava acordada e foi para cima dela. Deu vários socos, a esganou, tapou os olhos para que não visse. Ela pedia que ele não fizesse nada. Fechou os olhos e começou a orar, quando desmaiou”, disse a filha da vítima.

Ainda de acordo com a filha da vítima, ela acordou pela manhã e pediu ajuda. A mulher teve duas fraturas no maxilar, além de golpes no nariz e rosto. A filha informou que está em estado grave, mas estável, em um hospital da cidade.

O homem foi encaminhado para o 22º DIP. Ele deve responder pelo crime de roubo e lesão corporal grave. Após os procedimentos cabíveis, ele deve ser encaminhado para uma audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch Reis.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *