- Brasil

Família perde contato com sambista após ela entrar em táxi

anos, depois dela entrar em um táxi na Rua Siqueira Campos, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Renata, de 48 anos, saiu da casa de uma amiga na região por volta das 18h30 e 19h, e até a manhã desta quinta, familiares não conseguiram mais contato com ela.

De acordo com a irmã da desaparecida, Rafaela Costa, Renata disse que encontraria uma outra colega ao sair da casa de uma amiga taróloga no bairro da Zona Sul. Ela não informou, no entanto, para onde iria. “Essa amiga dela que joga búzios, tarô, disse que levou ela até o táxi. Ela pediu o táxi na rua, táxi comum. Essa amiga disse que a minha irmã até pediu R$ 50 para pagar a corrida. Ou seja, a gente pensa que ela não foi para longe porque com R$ 50 não se faz muita coisa”, explica a irmã.

O último contato com a sambista, segundo a irmã, foi por volta de meia-noite, quando uma mensagem chegou de um número desconhecido. “A mensagem dizia ‘tenho que devolver o aparelho agora, quando eu conseguir outro aparelho, falo com você, beijo’. Quando eu tento ligar para esse número, não consigo. Uma hora dá desligado, outra, ocupado”, diz Rafaela.

A família já registrou o desaparecimento na 9ª DP (Catete) e parentes serão ouvidos na Delegacia de Descoberta de Paradeiros na Cidade da Polícia, no Jacarezinho, na Zona Norte. Eles também buscam imagens das câmeras da prefeitura para tentar localizar o táxi que levou Renata.

“O que a gente quer frisar é no táxi, tentar conseguir as imagens das câmeras que mostrem a minha irmã entrando no carro. Porque a mensagem do celular pode ter sido qualquer um. Quem garante que foi ela? Agora, as imagens não mentem. Nós queremos a minha irmã viva”, desabafa Rafaela.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *