- Brasil

Hungria é primeiro país da União Europeia a conceder aprovação inicial às vacinas

A Hungria deu aprovação inicial a duas vacinas para a Covid-19: a Sputnik V, desenvolvida pela Rússia, e a vacina de Oxford. O país é o primeiro da União Europeia a conceder ambas as aprovações.

Os avais foram confirmados nesta quinta-feira (21) pelo chefe de gabinete do premiê húngaro, Gergely Gulyás, segundo a agência de notícias Reuters.

Se forem usadas, a Hungria terá quatro vacinas autorizadas contra a Covid-19: a da Pfizer, que começou a ser aplicada em 26 de dezembro; a da Moderna, aprovada no início deste mês, e as duas aprovadas agora.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) ainda não autorizou o uso da Sputnik V no bloco europeu; na quarta (20), a Rússia pediu o registro da vacina na União Europeia, segundo a Reuters. Uma decisão da EMA sobre a vacina de Oxford é aguardada para 29 de janeiro.

O ministro de Relações Exteriores do país, Péter Szijjártó, tem viagem prevista para Moscou nesta quinta-feira para reuniões sobre a Sputnik V.

A vacina é uma das que aguardam autorização de uso emergencial no Brasil.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *