- Brasil

Jovem morta após carro com amigos bater em poste e capotar sofreu traumatismo craniano

O atestado de óbito apontou que Yara Brendariol Graciano, de 20 anos, sofreu traumatismo craniano no capotamento de um carro em que estava com os amigos, em Itatiba (SP), no sábado (25).

A história ganhou repercussão depois que o jovem Luiz Henrique Neves dos Santos disse que tinha emprestado o carro para a amiga dirigir, mas depois, em depoimento, admitiu que estava na direção do veículo, que levava mais quatro amigos.

Segundo o delegado José Mário de Lara, responsável pelo caso, com o indiciamento de Luiz por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, lesão corporal culposa e embriaguez ao volante, o inquérito policial será relatado à Justiça de 20 a 30 dias. Uma das pessoas que estavam no carro irá passar por cirurgia em um dos braços.

‘Hora errada e lugar errado’
Marcos Rogelio Inácio, pai da universitária, afirmou que a filha saiu de casa para dormir na casa de uma amiga e recebeu no outro dia a notícia sobre o acidente.

“Eu só queria a verdade e isso [confissão] tirou um peso do coração. Não acho justo uma pessoa que já partiu levar a culpa. Foi um alívio. A Yara estava no lugar errado e na hora errada”, disse.

O pai revelou que depois que soube do capotamento conseguiu contato de uma das sobreviventes e em determinado momento foi informado a ele que Yara não estava na direção. Em seguida, Marcos conversou com Luiz Henrique por telefone e pediu para que ele fosse até a delegacia depor sobre o ocorrido.

“Fui procurar uma amiga da minha filha e perguntei sobre a Yara e ela me disse que ela não estava dirigindo o carro. Fui atrás do rapaz e ele me disse que ele é quem estava dirigindo”, lembra.

Yara foi sepultada na manhã de domingo (26), em Itatiba. A universitária era estagiária em uma escola do município, que publicou uma homenagem nas redes sociais.

“Era uma pessoa espetacular, muito querida, honesta e trabalhadora. Infelizmente, vai ficar só na lembrança. Estava fazendo faculdade e era uma menina show de bola. Ela está com Deus”, lamenta o pai.

Mudança de versão
Em entrevista ao G1, Luiz Henrique chegou a falar que achava que a jovem tinha se atrapalhado com os pedais do carro automático e contou que tinha pedido desculpas à família da vítima por ter deixado ela dirigir, mesmo sem habilitação.

Com a confissão de que estava na direção do veículo, o jovem, que antes ia responder por homicídio culposo, por entregar o carro para uma pessoa não habilitada, foi indiciado por três crimes: homicídio culposo, quando não há intenção de matar, lesão corporal e embriaguez ao volante.

Segundo o delegado, os outros jovens que estavam no carro foram ouvidos e também disseram que Luiz Henrique guiava o carro, que pertence ao pai dele.

O acidente
O acidente foi registrado na madrugada de sábado (25). O carro com cinco jovens seguia pela rua José Luiz Leone quando bateu em um poste e capotou.

Dentro do carro, segundo o registro, estavam o motorista Luiz Henrique, de 20 anos, a estudante Yara Brendariol, também de 20 anos, além de outros três jovens, entre 19 e 21 anos. Todos foram socorridos com ferimentos leves, mas Yara ficou gravemente ferida e não resistiu.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *