- Brasil

Jovem que morreu baleado na Praça Seca iria se casar em setembro

Morto na guerra de facções rivais na Praça Seca, Caio de Jesus Barbosa, de 24 anos, estava voltando do barbeiro quando foi baleado, na noite desta segunda-feira (27). Caio tinha cortado o cabelo porque, nesta terça (29), tinha uma sessão de fotos com a noiva — o casamento seria daqui a 39 dias.

“Ele foi cortar o cabelo e estava indo pra casa, hoje seria o ensaio fotográfico do casamento”, disse uma amiga da família, que não quis se identificar.
Caio era estudante de direito e tocava como músico na igreja evangélica que frequentava. Segundo informações da família, o tiro o atingiu pelas costas enquanto ele dirigia. Ele acabou em seguida batendo numa árvore. A Delegacia de Homicídios da Capital instaurou um inquérito para investigar as causas da morte.

O porta-voz da Polícia Militar, coronel Mauro Fliess, disse que havia confronto entre a polícia militar e os traficantes que tentavam tomar o morro da Barão, na Praça Seca. Atualmente, a região é controlada pela milícia.

“Durante o cerco que fizemos, fomos recebidos por disparos oriundos dos marginais. Houve um revide por parte dos policiais militares e essa vítima teria descido do alto da comunidade num veículo escuro, em alta velocidade, com o farol alto aceso. E quando chegou próximo aos policiais militares, inclusive, o veículo se chocou com um poste ou muro, ou algo parecido. Tentamos o socorro a essa pessoa, levamos ao hospital, não só o acidente, mas ela também estava ferida por um disparo de arma de fogo e não resistiu”, explicou Fliess.

Caio foi levado para o hospital Carlos Chagas, e, segundo a família, seu corpo seguia no local até as 9h45.

Idosa baleada
Uma idosa de 87 anos também foi vítima de uma bala perdida. Ela estava assistindo televisão em casa, por volta das 19h, quando foi atingida por um tiro de fuzil. O prédio onde vive a idosa fica a cerca de 2 km da área do confronto.

O tiro teria atingido a coxa da idosa e chegado à virilha. Ela foi levada para o CTI de uma unidade de saúde particular.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *