- Brasil

Mãe procura filho desaparecido há 2 meses em Franca: ‘Não consigo mais viver

Mãe de um adolescente que desapareceu em Franca (SP), Camila Pedroso de Oliveira usou uma rede social para fazer um desabafo e relatar as angústias que sofre por não vê-lo há cerca de dois meses, quando o garoto saiu para ir a um varejão e não retornou.

O vídeo publicado comoveu os internautas e foi compartilhado 138 mil vezes até a noite de quinta-feira (22). Wesley Pires Alves Filho, carinhosamente chamado de Weslym pela família, tem 13 anos. Ele desapareceu em 28 de agosto. Desde então, Camila afirma que tem dificuldade para se alimentar e dormir à noite.

“Não tenho notícia nem uma imagem que prove onde meu filho está. Não tenho mais onde procurar e o que fazer. A polícia diz que não tem pista, não tem onde ir, não tem o que fazer, então resolvi pedir ajuda, porque não sei o que eu faço”, diz.

Pistas equivocadas
No dia do desaparecimento, câmeras de segurança registraram Wesley ainda em Franca, nas imediações do Jardim Aeroporto I, onde ele morava, e na Rodovia Engenheiro Ronan Rocha (SP-345). Depois, não houve mais registro de provas concretas.

Desde o sumiço, a família tem recebido informações de moradores da região sobre o paradeiro do garoto, o que a levou a viajar pelas cidades próximas a Franca em busca de pistas que se revelam equivocadas e deixam Camila ainda mais angustiada.

Investigação
Em agosto, um motorista disse à polícia ter encontrado o adolescente desorientado em Serrana (SP) e dado uma carona a ele até Ribeirão Preto (SP). De acordo com o delegado Eduardo Bonfim, responsável pelas investigações, Wesley não parece ter interesse em voltar para casa.

Camila discorda da linha de investigação da Polícia Civil. Ela acredita que o filho tenha sido interceptado por alguém e esteja sendo mantido sob cuidados de outras pessoas, o que a polícia diz ser pouco provável.

“Amo meu filho e sei que ele me ama. Sei que ele não fez nada disso sozinho. Ele não está escondido e não é que ele não queira ser encontrado. Imploro por uma notícia verdadeira e dispenso críticas”, diz Camila no vídeo, que recebeu 25 mil comentários.

Moradores que tiverem alguma informação sobre o caso podem entrar em contato com a polícia pelo telefone 190 ou pelo 181.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *