- Brasil

Maricá, RJ, passa a oferecer transporte público gratuito de ônibus e bicicletas compartilhadas para moradores

Os moradores de Maricá passaram a contar nesta segunda-feira (9) com mais uma opção gratuita de transporte na cidade. As chamadas ‘Vermelhinhas’ são bicicletas oferecidas de graça para a população. A cidade também inaugurou na sexta-feira (5) mais duas linhas de ônibus do Programa Tarifa Zero.

Os novos ‘vermelhinhos’ ligam o Centro aos distritos de Inoã e Itaipuaçu. Agora, são no total 25 linhas de ônibus gratuitas, que atendem toda a cidade.Foram inauguradas cinco estações na região central da cidade onde os moradores podem pegar bicicletas emprestadas.

De segunda à sexta-feira, o morador pode usar as bicicletas pelo período de uma hora. Já nos fins de semana e feriados, o tempo máximo de utilização deve ser de duas horas. Depois do uso, a bicicleta deve ser devolvida à uma estação e só será possível fazer um novo empréstimo após 15 minutos.

“A gente colocou algumas regras. Se a pessoa não devolver em uma hora ela tem o cadastro bloqueado e precisa justificar o atraso na entrega. Aí o cadastro será liberado de novo”, orienta Celso Haddad, presidente da EPT.

Até o fim do mês a cidade deve ter 200 vermelhinhas. Ao todo, serão 20 estações com 10 bicicletas cada.

Nesta segunda-feira, a Prefeitura inaugurou as estações que ficam na Praça de Itapeba, no Centro de Esportes Unificados (CEU), na Mumbuca, na Rodoviária do Povo e próximo à Prefeitura do Centro.

Nos dias 15 e 31 de março, outros pontos da cidade que já possuem ciclo faixa serão contemplados.Maricá tem 46 km de ciclovia e a orientação é que os ciclistas andem apenas na malha cicloviária.

“A gente teve uma preocupação de fazer essas estações de bicicleta nos locais onde estão esses 46 quilômetros de interligação da ciclovia na nossa cidade. É importante que a população siga as regras de segurança e respeite os locais onde é permitido fazer uso da bicicleta. A prefeitura está fazendo o possível para aumentar essa malha cicloviária pra gente poder estender esse serviço para outras áreas do município” explica Haddad.

Como funciona o empréstimo da bike?
Para pegar uma bicicleta emprestada, o maricaense precisa se cadastrar no aplicativo ‘EPT’, da Empresa Pública de Transportes.

Basta inserir dados pessoais e um cartão de crédito como forma de segurança em casos de perda ou roubo das bikes, sem nenhum valor cobrado pela utilização. Quem não tiver ou não quiser informar um cartão de crédito, terá que se cadastrar presencialmente na sede da empresa, levando documento de identidade, CPF e comprovante de residência.

Menores de idade não poderão se cadastrar, mas poderão usar as bicicletas se incluídas nos cadastros de seus pais.

De acordo com a EPT, uma licitação já está sendo feita para a aquisição de bicicletas infantis e destinadas a pessoas com deficiência.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *