- Brasil

Merkel demonstra preocupação com o aumento de casos de coronavírus na Alemanha

A chanceler Angela Merkel está preocupada com o aumento de casos do novo coronavírus na Alemanha. Ela defende medidas para evitar que os casos de Covid-19 cresçam exponencialmente com o cuidado de manter a economia ativa.

Em uma reunião com os integrantes de seu partido, União Democrata-Cristã (CDU), ela advertiu, nesta segunda-feira (28), que os novos casos – quase 2 mil diários atualmente – podem subir para 19,2 mil até o Natal se a tendência persistir.

“Se a tendência se mantiver como está agora, teremos 19,2 mil infecções por dia. É como em outros países”, disse Merkel em uma videoconferência da liderança da CDU, disse o jornal alemão “Bild”.
No entanto, Merkel também enfatizou que a economia precisa continuar ativa, de acordo com relato de uma fonte do partido à Reuters.

“Precisamos conter as infecções rapidamente e intervir. Precisamos estabelecer prioridades, a saber, manter a economia funcionando e manter escolas e creches abertas. O futebol é secundário por ora”, disse Merkel, de acordo com a fonte partidária.
Atualmente, os torcedores têm permissão de assistir partidas do Campeonato Alemão se as cotas de infecções não forem muito altas localmente, e os estádios podem receber 20% de sua capacidade.

A advertência de Merkel acontece um dia antes de uma videoconferência com as autoridades dos 16 estados federais do país sobre as próximas medidas que devem ser adotadas para tentar controlar a epidemia. As medidas podem impor restrições às reuniões familiares.

Nesta segunda, o porta-voz da chanceler, Steffen Seibert, fez um apelo para que os cidadãos que respeitem as regras estritas de higiene e de distanciamento físico.

“A evolução do número de contágios é de grande preocupação para nós. Podemos ver em nossos vizinhos europeus onde isso pode levar”, declarou Seibert.

As infecções estão aumentando na Alemanha há semanas. Um levantamento da universidade americana Johns Hopkings indica que o país registrou oficialmente mais de 286 mil casos de infecção pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.192 casos, segundo o Instituto de Doenças Infecciosas Robert Koch (RKI).

O número de mortes passa de 9,4 mil no país.

Europa
A Organização Mundial da Saúde (OMS) tem demonstrado preocupação nos últimos dias com o aumento no número de casos no continente europeu.

Na semana passada, a comissária da Saúde da União Europeia, Stella Kyriakides, fez um apelo para que os países do bloco reforçassem imediatamente as medidas de controle e proteção para frear um novo aumento no número de infecções.

Para Kyriakides, essa “talvez seja a última chance de evitar a repetição da situação da primavera passada [no hemisfério norte]”, quando o continente viveu o pico da pandemia.

O Centro Europeu para a Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) alertou que sete países do bloco registraram uma evolução preocupante da doença: Espanha, Romênia, Bulgária, Croácia, Hungria, República Tcheca e Malta.

França, Reino Unido e Espanha já tomaram medidas para favorecer o isolamento social.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *