- Brasil

Operação no ES prende foragido internacional acusado de abuso sexual contra crianças nos EUA

Policiais federais e civis prenderam um homem de 44 anos acusado de estuprar duas crianças nos Estados Unidos, durante operação em Cariacica, na Grande Vitória. A Operação Dead End foi realizada na última sexta-feira (10) e divulgada pela Polícia Federal na manhã desta segunda (13).

Além da prisão, foi cumprido um mandado de busca e apreensão na casa em que o homem estava. Além das acusações de estupro, ele também é investigado por armazenar e distribuir, por meio da internet, material contendo cenas de sexo explícito ou pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

O preso é brasileiro e não teve o nome divulgado por ser parente das vítimas. Em uma entrevista por telefone para um programa dos Estados Unidos, ele negou as acusações.

Investigação
Segundo a PF, em 28 de maio deste ano, o brasileiro foi acusado formalmente pelas autoridades de New Jersey, nos Estados Unidos, de abusar sexualmente de pelo menos duas meninas de oito e 12 anos. Segundo as investigações, o crime teria sido praticado reiteradamente por ele durante os últimos dois anos.

O homem acusado de estupro morava na casa das meninas, porque é primo dos pais das crianças. Uma menina gravou um áudio de uma das vezes em que foi molestada. Ela enviou essa gravação para uma amiga, que mostrou para a mãe. Essa mãe avisou aos pais das crianças, que procuram a polícia.

A promotoria do Condado de Essex emitiu um mandado de prisão preventiva contra o suspeito que, sabendo das acusações que enfrentaria e temendo de ser preso, fugiu dos Estados Unidos pela fronteira mexicana.

No dia 30 de agosto, a Agência de Investigações de Segurança Interna (Homeland Security Investigations) dos EUA comunicou o caso à Representação Regional da Interpol da Polícia Federal, pois havia suspeitavas de que o foragido poderia estar se escondendo no Espírito Santo.

Levantamentos de campo foram iniciados e confirmaram rapidamente que o acusado estava morando com a esposa e a filha nos fundos da casa de parentes, em Cariacica.

A Polícia Federal buscou a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente da Polícia Civil para a instauração de inquérito e início de uma investigação conjunta, apoiando no pedido de cooperação internacional, para que as provas produzidas no Estados Unidos fossem enviadas, de forma válida, às autoridades brasileiras.

Paralelamente, diligências locais possibilitaram a obtenção de provas suficientes para fundamentar um pedido de prisão temporária contra o acusado, pois o ele vinha sendo acompanhado por agentes da Polícia Federal que detectaram a possibilidade de uma nova fuga.

Com a concordância do Ministério Público, o Poder Judiciário emitiu os mandados de prisão e busca e apreensão.

“Ele sabia que já estava sendo procurado pelas autoridades americanas, então ele fugiu pela fronteira com o México, porque sabia que em um aeroporto americano seria preso e certamente passaria a vida inteira atrás das grades. Fugiu via terrestre pelo México, no México ele pegou um avião e veio ao Brasil, mas as autoridades americanas compartilharam essas informações com a Polícia Federal e o resultado é que em um tempo muito rápido ele já está atrás das grades e provavelmente vai passar muito tempo da vida atrás das grades”, disse o superintendente da Polícia Federal no Espírito Santo, Eugênio Ricas.
O nome da operação significa, em tradução livre, “fim da linha”, pois, segundo a polícia, a prisão coloca um ponto final na fuga do homem.

O investigado poderá responder pelos crimes de estupro de vulnerável, transmissão de material pornográfico envolvendo criança ou adolescente e posse de material pornográfico envolvendo criança ou adolescente.

De acordo com o superintendente da PF, o preso não pode ser extraditado para os EUA.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *