- Brasil

Países pobres rejeitaram mais de 100 milhões de vacinas contra Covid em dezembro, diz Unicef

Os países mais pobres rejeitaram em dezembro mais de 100 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 distribuídas pelo programa global Covax, principalmente devido ao prazo de validade e à falta de geladeiras para armazená-las, revelou uma autoridade do Unicef ​​nesta quinta-feira (13).

O Unicef é o Fundo da ONU para a Infância, e o Covax é uma iniciativa da OMS (Organização Mundial da Saúde) e de outras entidades para comprar distribuir vacinas contra Covid-19 para os países pobres.

Procurada pela agência de notícias Reuters, o Unicef não informou quantas doses já foram rejeitadas até agora.

A recusa expõe as dificuldades de ampliar e acelerar a vacinação contra a Covid-19 no mundo, apesar da crescente oferta de vacinas. O Covax já entregou quase 1 bilhão de doses a quase 150 países até o momento, mas quase 700 milhões de doses entregues ainda não foram usadas.

Dados do Unicef sobre suprimentos e vacinas entregues mostram que 681 milhões de vacinas enviadas ainda não foram usadas em cerca de 90 países mais pobres, segundo a Care, uma instituição de caridade, que extraiu os números de um banco de dados público.

Kadilli afirmou que a principal razão para a rejeição foi a entrega de doses com prazo de validade perto do vencimento, mas os países mais pobres também adiaram o recebimento de vacinas porque não têm instalações de armazenamento suficientes, incluindo a falta de geladeiras.

Fonte: G1

 


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *