- Brasil

Passageiros relatam momentos de terror em acidente de ônibus que despencou de viaduto

Os passageiros que estavam no ônibus da linha 544, que faz o trajeto entre o município de Nova Iguaçu e o Méier, que caiu do viaduto de Deodoro, na Zona Oeste do Rio, contam que o veículo não estava em alta velocidade e que os passageiros caíram um sobre os outros. Catorze pessoas ficaram feridas no acidente que aconteceu na noite de segunda-feira (26), sendo que 11 precisaram ser removidas para os hospitais Albert Schweitzer e Carlos Chagas.

“Ele não estava correndo. Todos os passageiros estão a favor dele”, afirmou uma passageira que não quis ser identificada.

Durante a queda, os passageiros contaram que caíram um sobre os outros. ““A garota veio para cima de mim, só que ela se machucou mais, enquanto eu não me machuquei”, relatou uma mulher que estava no veículo.

Um dos passageiros precisou contar que viveu momentos de horror.Os feridos foram atendidos por equipes do Corpo de Bombeiros. Agentes da CET-Rio, da Guarda Municipal e da Polícia Militar estiveram também no local.Às 9h30 desta terça-feira (27), as cinco pessoas que haviam sido levadas para o Hospital Albert Schweitzer já tinham recebido alta.

Em nota, a Viação Nossa Senhora da Penha informou que a prioridade é o atendimento às vítimas.

“A Viação Nossa Senhora da Penha ainda não tem detalhes sobre as causas do acidente ocorrido no viaduto de Deodoro com um ônibus da empresa. A prioridade agora é o atendimento às vítimas. A empresa está à disposição das autoridades para a apuração dos fatos”.

Motorista não estaria em alta velocidade
O veículo, da linha 544, faz o trajeto entre Nova Iguaçu e Méier, na Zona Norte da capital fluminense, não estava em alta velocidade, segundo os passageiros.

O tombamento provocou a interdição da pista sentido Nilópolis da Estrada Marechal Alencastro, na altura da Estrada São Pedro de Alcântara. De acordo com o Centro de Operações, um desvio foi realizado através de uma reversível implantada na pista sentido Marechal Hermes.

Em nota a Viação Nossa Senhora da Penha informou que a prioridade é o atendimento às vítimas.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *