- Brasil

Sem cortejo de fiéis, Festa ao Senhor do Bonfim tem desfile de imagem peregrina por ruas de Salvador

Por causa da pandemia da Covid-19, a secular festa ao Senhor Bom Jesus do Bonfim, nesta quinta-feira (14), em Salvador, não teve o tradicional cortejo anual com as centenas de milhares de pessoas. Apesar disso, o desfile da imagem peregrina de Jesus foi feito em carro aberto pelas ruas da capital.Contrariando os pedidos das autoridades religiosas, políticas e policiais, várias pessoas acompanharam a imagem, levada pelo Corpo de Bombeiros, por alguns pontos a pé e de bicicleta. No início da manhã, às 8h30, a imagem peregrina partiu da Igreja de Nossa Senhora da Vitória, na Vitória, sob o hino ao Senhor do Bonfim.

Esse não é o trajeto tradicional da imagem no dia da festa. A imagem parte sempre da Basílica Santuário Nossa Senhora da Conceição da Praia, no bairro do Comércio. Várias pessoas acompanharam a saída, a maioria delas usando a máscara de proteção contra a Covid-19.

Depois da Igreja da Vitória, a imagem imagem passou pelo Centro Histórico da capital até chegar à frente da Basílica Santuário Nossa Senhora da Conceição da Praia, por volta das 10h. Por todo o caminho, as pessoas aplaudiram e gritaram vivas ao Senhor do Bonfim.

Em seu ponto original de partida, em direção à Basílica Santuário Senhor Bom Jesus do Bonfim, no bairro de mesmo nome, os sinos soaram e a imagem foi celebrada com muitos aplausos por devotos que se aglomeraram em frente à igreja.

Ainda em carro aberto, a imagem peregrina de Jesus seguiu então pelas ruas da Cidade Baixa, no seu cortejo original. Além das pessoas que acompanharam o carro a pé, bicicletas. A todo momento, o hinos religiosos foram entoados pelo caminho.Na Casa Pia e Colégio dos Órfãos de São Joaquim, que fica na altura da Feira de São Joaquim, fogos de artifício foram soltados na passagem da imagem. A instituição foi construída por jesuítas e faz parte da Igreja Católica em Salvador.

Na reta-final do trajeto, já no Largo dos Mares, a imagem do Senhor do Bonfim foi muito aplaudida. No começo do Caminho da Fé, na Avenida Dendezeiros do Bonfim, o desfile parou para contemplar as Obras Sociais Irmã Dulce, da Santa Dulce dos Pobres.Durante a parada em frente ao Memorial Irmã Dulce, muitos fiéis, em sua maioria mulheres, fizeram orações e tiraram fotos da imagem peregrina. Aplaudida e também sob gritos de homenagem ao Senhor Bom Jesus do Bonfim.

Já na Baixa do Bonfim, os fiéis não puderam subir a Colina Sagrada, porque barreiras foram instaladas pela prefeitura, para evitar aglomerações na basílica. A imagem foi conduzida e, diferente dos anos anteriores, ela foi removida e levada para contemplação pela frente da igreja, por causa da ausência de pessoas.Párocos deram as mãos e fizeram uma corda humana ao redor da imagem peregrina. Depois, o padre Edson Menezes, reitor da Basílica Santuário Senhor Bom Jesus do Bonfim, fez os agradecimentos e homenagens ao Senhor do Bonfim.

Diferente dos anos anteriores, a missa campal não pôde ser acompanhada pela população presencialmente, mas foi transmitida por autofalantes e pela internet.Ainda na oração, padre Edson pediu cura para as pessoas que contraíram a COVID-19 e para todas as pessoas que estão enfrentando a pandemia.

Ao final, o hino ao Senhor do Bonfim foi entoado mais uma vez. Este ano, não foi entoado o tradicional desejo que conta com o coro dos fiéis: “Até o ano que vem, se Deus quiser”.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *