- Brasil

Suspeito de matar ex a marretada no RJ fazia ameaças e não aceitou fim da relação, diz testemunha

O motorista de van Haroldo Amorim, suspeito de matar a ex-mulher Bruna Araújo, de 31 anos, com golpes de marreta e tiros, chegou a fazê-la refém. Testemunhas dizem que ele não aceitou o fim do relacionamento e já a tinha ameaçado outras vezes.

O caso ocorreu na manhã de quinta-feira (13), no bairro Rio do Ouro, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. Bruna foi a casa onde morou com o ex-marido para buscar duas televisões.

De acordo com a PM, depois do assassinato, ele roubou um carros nas proximidades e fugiu. Ainda segundo a polícia, ele teria cometido suicídio na Ponte Rio-Niterói.

Bruna era orientadora de trânsito e, depois da separação, foi morar com a família em Maricá. Ela tinha medo do ex-marido por causa das constantes ameaças e chegou a apagar todas as contas nas redes sociais.

Os policiais militares isolaram a área, a equipe do Corpo de Bombeiros constatou o óbito da vítima, e a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí foi acionada para realização da perícia.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *