- Brasil

Terceiro dia de apagão no AP tem filas em postos de gasolina e procura por água potável

O Amapá chega nesta quinta-feira (5) ao terceiro dia de apagão, com falta de energia em 13 dos 16 municípios do estado. O problema já impacta o atendimento de serviços básicos como comércios, telecomunicações e bancos. Não há previsão para o serviço ser restabelecido.

Desde as primeiras horas desta manhã, estabelecimentos que têm gerador de energia, como postos de combustível e supermercados, que estão com grandes filas, algumas com mais de um quilômetro. As pessoas também tentam estocar água potável e lotam locais que vendem água mineral.

A falha afeta o funcionamento das redes de telefonia fixo, móvel e de internet, que funcionam de maneira limitada. Hospitais funcionam por meio de geradores.O Ministério de Minas e Energia (MME) criou na quarta-feira (4) um gabinete de crise e enviou uma comitiva ao Amapá para supervisionar as medidas adotadas para o restabelecimento de energia elétrica no estado. O ministro Bento Albuquerque está no Macapá e vai dar uma entrevista coletiva nesta manhã sobre o assunto.

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informou que “um problema na linha de transmissão do Sistema Interligado Nacional causou a interrupção do fornecimento de energia no estado” e que o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) investiga as causas do problema.Na tarde desta quarta-feira, o ONS afirmou em nota que houve um desligamento automático das linhas de transmissão Laranjal/Macapá C1 e C2 e das usinas hidrelétricas Coaracy Nunes e Ferreira Gomes.

“Foi iniciada a recomposição parcial das cargas da usina hidrelétrica Coaracy Nunes. O ONS está coordenando os agentes envolvidos e acompanhando a situação para que haja o mais rápido restabelecimento possível do fornecimento de energia na região”, informou.

Além da falta de energia, uma chuva intensa ocorreu durante horas no estado e também houve muitos raios. O Centro Integrado de Operações em Defesa Social (Ciodes) informou que recebeu registros de duas pessoas atingidas pelas descargas elétricas.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *