- Brasil

Terreiros de Salvador seguem com atividades voltadas ao público suspensas

Os principais terreiros de candomblé de Salvador, que estão fechados há cinco meses, optaram por manter as atividades suspensas, mesmo com a autorização da prefeitura da capital baiana na última semana. A justificativa das lideranças religiosas é uma orientação dos orixás e o respeito às recomendações científicas.

Além disso, a Associação Brasileira de Preservação da Cultura Afro-Ameríndia (AFA) questiona o decreto da prefeitura de Salvador que, segundo a instituição, foi mais voltado para as religiões cristãs.

Em entrevista ao G1, nesta terça-feira (28), o babalorixá da Casa de Oxumarê, um dos terreiros de Candomblé mais antigos e tradicionais da Bahia, Sivanilton da Encarnação da Mata, conhecido como Babá Pecê, foi taxativo quando perguntado se haveria cerimônias ainda neste ano.Segundo Babá Pecê, os terreiros de Candomblé não entendem que a cidade chegou em um momento de retorno das atividades. O alto número de casos e mortes pela doença, divulgados pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), diariamente, é o maior fator para a decisão.

O babalorixá informou que as atividades na Casa de Oxumaré, que sempre teve presença de público, ocorrem com número reduzido de pessoas, mas são transmitidas nas redes sociais.

A decisão de não reabrir a atividade para o público também foi seguida no Terreiro Ilê Odô Ogê, conhecido como Terreiro Pilão de Prata, que fica na Rua Tomás Gonzaga, no bairro da Boca do Rio, e foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) em 2004.

Pai Air José, fundador do terreiro, espera a chegada da vacina para pensar na reabertura. “A data da abertura quem vai dizer é Deus, não vamos nos precipitar e abrir as portas para o público. Porém, a casa está sempre aberta para os necessitados. A gente pediu para os orixás pelo mundo, não podemos abrir tudo, sendo que eles não tiveram ‘quarentena’ para nos proteger”. De acordo com o antropólogo baiano Ordep Serra, a decisão de continuar em isolamento social é uma forma de respeito do povo de santo pela ciência. O professor é frequentador do Terreiro da Casa Branca, considerado um dos mais antigos do país.

Polêmica com decreto
O presidente da Associação Brasileira de Preservação da Cultura Afro-Ameríndia (AFA), Leonel Monteiro, afirma que cada líder religioso tem a opção de abrir ou não o terreiro. Entretanto, a orientação da instituição é de que as portas continuem fechadas.

Conforme Leonel Monteiro, a orientação foi feita para preservar a saúde dos pais e mãe de santo, que em maioria, têm idades avançadas e fazem parte do grupo de risco.Leonel Monteiro disse que a AFA não considera que o protocolo de abertura de templos religiosos contempla os terreiros de Candomblé.

“Nós fizemos nossos encaminhamentos, mas quando o protocolo foi publicado, nós constatamos que não fomos contemplados. O decreto foi mais voltado para as religiões cristãs”.Ainda segundo Leonel Monteiro, existe um temor de que terreiros sejam multados ou sejam fechados por equipes da Guarda Municipal de Salvador e Polícia Militar, durante fiscalizações.

“Há um sentimento geral de que o momento não é de abertura plena ou abertura para o público. Existe essa responsabilidade, porque a maioria dos terreiros está em área periférica, então qualquer movimentação nesse sentido pode fazer com que a comunidade vá em peso ao terreiro e isso pode gerar uma aglomeração enorme, ainda que o terreiro esteja limitando”.

A entidade acionou a Secretaria Municipal de Reparação sugerindo que o decreto seja republicado contendo especificidades para as religiões de matrizes africanas ou que haja uma orientação específica.

O G1 entrou em contato com o órgão municipal, mas até a publicação desta reportagem, não obteve retorno.

O presidente da AFA informou que não há notícias sobre mortes de sacerdotes pela Covid-19 e que três pessoas de terreiros morreram pela doença. Na Bahia, até a noite desta terça-feira, mais de 153 mil pessoas foram infectadas pelo vírus e mais de 3 mil morreram.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *