- Brasil

Vacina de Oxford é eficaz contra variante britânica, diz estudo preliminar

Pesquisadores da Universidade de Oxford informaram nesta sexta-feira (6) que a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela universidade em parceria com a farmacêutica AstraZeneca é eficaz contra a variante britânica B.1.1.7. Os testes, feitos em laboratório, mostraram uma eficácia estimada de 75%. A vacina de Oxford é uma das aprovadas no Brasil.

Os resultados foram divulgados em versão prévia, sem revisão por outros pesquisadores. Estas são as primeiras descobertas sobre a eficácia do imunizante de Oxford contra novas variantes.

O estudo avaliou voluntários com infecção sintomática e assintomática das fases 2 e 3 dos testes entre outubro de 2020 e janeiro de 2021 e identificaram com qual cepa do coronavírus eles haviam sido infectados após a vacinação.

Os resultados mostraram que os anticorpos neutralizantes gerados pela vacina são mais baixos para a variante, mas a eficácia da vacina é semelhante à da cepa original. “As descobertas sugerem que os títulos de anticorpos neutralizantes são suficientes para fornecer proteção contra a Covid-19”, diz o estudo.

“Os dados de nossos testes da vacina ChAdOx1 no Reino Unido indicam que a vacina não apenas protege contra o vírus pandêmico original, mas também contra a nova variante B.1.1.7, que causou o aumento da doença a partir do final de 2020 em todo o Reino Unido”, disse o investigador-chefe do ensaio da vacina de Oxford, Andrew Polland.

Os pesquisadores não informaram eficácia sobre as variantes sul-africana e brasileira.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *