- Cidade

CISTT discute saúde dos trabalhadores com sindicatos e entidades representativas

A Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (CISTT), do Conselho Municipal e Saúde (CMS/Manaus), promoveu na tarde desta quarta-feira, 27/2, reunião com representantes de sindicatos, centrais sindicais, confederações e federações de trabalhadores.

A programação, que aconteceu no auditório do Complexo de Saúde Oeste, no conjunto Santos Dumont, bairro da Paz, foi a 1ª Reunião Ordinária da CISTT, realizada este ano, com a participação de entidades representativas de trabalhadores.

De acordo com primeiro secretário da CISTT, o conselheiro municipal Sílvio Orlon de Castro Chaves, a reunião é uma das estratégias que estão sendo desenvolvidas para estimular a interação entre as entidades, assim como oferecer orientações e promover discussões sobre a promoção e a proteção da saúde dos trabalhadores.

“A CISTT é uma comissão intersetorial, integrante da estrutura do CMS, reunindo trabalhadores, gestores e usuários do SUS (Sistema Único de Saúde). O trabalho que está sendo implementado tem o objetivo de reforçar cada vez mais a atuação da comissão, promovendo discussão sobre a saúde do trabalhador e elaborando propostas que poderão ser apresentadas ao CMS, permitindo fortalecer as políticas em saúde do trabalhador”, afirmou Chaves.

Para Claudemir Gomes de Santos, técnico de segurança do trabalho e representante do sindicato dos trabalhadores do setor de plástico de Manaus e do Amazonas, a parceria com a CISTT é uma forma de ter maior representatividade nas reivindicações que são feitas em saúde do trabalhador.

“A parceria é importante porque facilita na hora de levar a reivindicação dos trabalhadores da base para uma autoridade maior, quando for o caso, trazendo um bom resultado para os trabalhadores e também para as empresas”, destacou.

Atuação

Os objetivos da CISTT incluem o acompanhamento e a fiscalização dos serviços e ações realizados pelos Centros de Referência em Saúde do Trabalhados (Cerest); participação na construção ou sugestão de ações no Plano de Trabalho do Cerest; a articulação de políticas e programas de interesse para a saúde do trabalhador; propor às instituições e entidades envolvidas que, no âmbito de sua competência, atuem no sentido de eliminar ou reduzir os riscos à saúde do trabalhador e da trabalhadora; e propor e acompanhar a implantação de medidas que objetivem a melhoria dos serviços de saúde do trabalhador e da trabalhadora, no setores público e privado.

Fonte: Decom/Semsa/PMM


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *