- Cidade

‘Esquenta SUS Frei Folia’ anima usuários em UBS e alerta sobre doenças

Usuários da Unidade Básica de Saúde Frei Valério, da Prefeitura de Manaus, na Rua Bom Jesus, Novo Israel, zona Norte, participaram nesta sexta-feira, 22/2, do Carnaval da Saúde, com o “Esquenta SUS Frei Folia”. A mobilização carnavalesca aproveita o embalo da época para alertar sobre a importância da prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e o cuidado com a saúde bucal, com ênfase para a “Doença do Beijo”, a Mononucleose Infecciosa.

“Nós temos um compromisso de reduzir os casos de Infecções Sexualmente Transmissíveis nas comunidades e a presença dos moradores em mobilizações desse tipo é fundamental para que o processo seja ainda melhor aplicado. A época de Momo traz uma preocupação a mais, porque sempre é registrado um aumento do número de casos”, alertou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Dentro da Unidade Frei Valério, o dia foi acompanhado de marchinhas de carnaval e fantasias que transformaram o ambiente num baile com muita informação para os usuários, sobre tabagismo, prevenção à dengue e malária. O evento é organizado pela UBS Frei Valério e Distrito de Saúde Norte (Disa Norte), com o apoio das Associações de Moradores, Lideranças comunitárias do bairro Novo Israel e Conselho Local de Saúde (CLS).

Idealizado pela diretora da unidade, Aline Maia, o CarnaSaúde passou a dispor de toda a estrutura da UBS para inclusão de pessoas da comunidade aos serviços como corte de cabelo e limpeza de pele. “Temos o foco nas doenças ocasionais, mas nos preocupamos também com o bem-estar e autoestima da população local”, declarou Aline, destacando que além dos atendimentos convencionais, o foco foram as ISTs com teste rápido de HIV e Hepatite, distribuição de preservativos e orientação para a mononucleose infecciosa.

Mononucleose

A mononucleose, também conhecida como mononucleose infecciosa ou doença do beijo, é uma infecção causada pelo vírus Epstein-Barr, transmitido através da saliva, que provoca sintomas como febre alta, dor e inflamação da garganta, placas esbranquiçadas na garganta e ínguas no pescoço.Este vírus pode provocar infecção em qualquer idade, mas é mais comum causar sintomas apenas em adolescentes e adultos, sendo que as crianças normalmente não apresentam sintomas e, por isso, não precisam de tratamento.

Embora a mononucleose não tenha um tratamento específico, tem cura e desaparece após uma ou duas semanas. O único tratamento recomendado inclui repouso, ingestão de líquidos e uso de remédios para aliviar os sintomas.“Além da mononucleose infecciosa, nós estamos chamando atenção para a sífilis, a candidíase e a herpes. Todas causadas pelo contato com pessoas infectadas. Nós recomendamos o uso de preservativos durante as relações sexuais, incluindo o sexo oral”, alertou o cirurgião-dentista, Sérgio Toledo.

Para a dona de casa, Adrielle Viana, o clima carnavalesco ajudou a diminuir a ansiedade da pequena Sarah Viana, de quatro anos, que foi à unidade para atualizar a imunização. “A Sarah sempre fica apreensiva se vai doer ou não. Desta vez, foi diferente”, disse Adrielle.

Fonte: Semsa/Semcom/PMM


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *