- Cidade

Manaus registra 103 incêndios nos dois primeiros meses de 2019

No primeiro bimestre deste ano, foram registrados 103 casos de incêndios em Manaus pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBM/AM). Do total, 42 ocorreram dentro de residências e veículos.

Segundo os bombeiros, foram 21 sinistros em casas e apartamentos e mais 21 casos em veículos. Foram registrados também outros 34 princípios de incêndio sem maiores danos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, casos podem ser evitados com a adoção de pequenos cuidados no uso de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos, além da manutenção da rede elétrica.

“Em muitos casos que atendemos, os incêndios iniciam por problemas em ventiladores. O aparelho começa a apresentar um funcionamento defeituoso, como o travamento das hélices, e a pessoa continua utilizando. Ocorre, então, um superaquecimento e começa um curto-circuito que acaba ocasionando um incêndio”, salientou o major Janderson Lopes.

No último sábado (30), duas residências foram consumidas pelas chamas no beco Beco Delcidio do Amaral, que fica no bairro Educandos, na Zona Sul de Manaus. O caso ocorreu três meses após o incêndio que atingiu 600 residências na mesma região.

A suspeita é que o fogo tenha se propagado após um curto circuito no ventilador que estava dentro da casa de madeira. Após consumir a primeira casa, o fogo se propagou para uma residência de alvenaria vizinha.

As equipes dos Bombeiros iniciaram o combate às chamas na residência de alvenaria para proteger as adjacentes. Por volta das 21h10, o fogo já havia sido controlado.

Cuidados
Atitudes como esquecer o ferro de passar ligado, as panelas no fogão aceso ou deixar o celular carregando por muito tempo em cima de superfícies inflamáveis também podem causar incêndios.

“As pessoas devem ficar atentas, principalmente, às condições das instalações elétricas das suas casas. Evitar ligar aparelhos em tomadas adaptadas, ou ligar vários aparelhos em uma tomada, para que não haja o risco de superaquecimento”, diz Janderson Lopes.

Ele também orienta que os celulares sejam carregados em superfícies não inflamáveis, de preferência no chão. Além de ter atenção com equipamentos como ventiladores e aparelhos de ar-condicionado. Outro ponto levantado é que as pessoas tomem cuidado com o manuseio de fósforos, velas e isqueiros pelas crianças.

Veículos
Incêndios em automóveis também foram registrados neste ano. De acordo com o major, a maioria dos casos é motivada devido à falta de manutenção dos veículos.

“A orientação que damos, em casos de superaquecimento dos veículos, é que o motorista pare imediatamente, se estiver acompanhado de crianças e idosos, retire as pessoas do carro e peça ajuda”, destacou.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *