- Cidade

Professor Ademir Ramos critica o conservadorismo e reafirma defesa à causa indígena

Na série de entrevistas com personalidades na Amazônia do Portal Leia Mais, o convidado, professor Ademir Ramos, coordenador do Núcleo de Cultura Política da Universidade Federal do Amazonas – Ufam, revelou ter boas expectativas sobre o novo momento vivido pelo país após as eleições de outubro de 2018. Realizou críticas ao perfil do “novo mas conservador” parlamentar eleito e considera fundamental a participação popular na definição de políticas públicas nos governos estaduais e federal eleitos.

Um dos fundadores do Projeto Jaraqui, espaço que reúne artistas, produtores culturais, escritores, estudantes e o povo em geral, Ademir Ramos mantém a postura de cidadão engajado nas lutas sociais da população, com destaque à luta indígena na Amazônia. Para ele, o novo governo federal, que assumirá os destinos do país em 1º de janeiro, ao fortalecer o centro de comando das ações militares, não deve esquecer das etnias indígenas, onde além da assistência realizada pela Fundação Nacional do Índio – Funai, a demarcação das terras ocupa lugar de importância e respeito à vida material e cultural desses povos. “Somos o maior Estado territorial da federação com uma enorme diversidade étnica indígena”, lembra.

Fonte: Redação/Leia Mais


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *