- Cidade

Protesto de terceirizados de refinaria em Manaus critica falta de mão de obra local

Trabalhadores terceirizados da Refinaria Isaac Sabbá, da Petrobras, fizeram manifestação na manhã de sexta-feira (10), em Manaus. A reivindicação da categoria é que há mais trabalhadores de outros Estados do que do Amazonas. Segundo os manifestantes, 80% dos trabalhadores devem ser do Amazonas e outros 20% de outros Estados. O G1 aguarda posicionamento da estatal.

De acordo com o caldeireiro terceirizado Luiz Augusto Teixeira, de 66 anos, os trabalhadores terceirizados da refinaria decidiram se manifestar e não entraram para trabalhar. O grupo se reuniu no início da manhã.

“80% dos trabalhadores têm que ser aqui do Amazonas e 20% de fora. Isto não acontece. Vemos que tem bem mais gente de fora, do que daqui. Tem pessoas daqui que são fichadas para trabalhar, mas eles chamam mais de outros Estados. Os daqui ficam na geladeira”, disse o caldeireiro.

Ainda conforme os manifestantes, eles permanecem na frente da Refinaria Isaac Sabbá até que a Petrobras os receba e ouça as reivindicações dos terceirizados.

“A prioridade deveria ser para as pessoas aqui da região. Isso está errado. Deveriam fichar e chamar primeiro quem é daqui. Eles chegam e têm mais facilidade para trabalhar”, lamentou o montador de andaime terceirizado Paulo Ferreira, de 50 anos.

Segundo os organizadores do protesto, mais de 500 colaboradores aderiam ao ato. Policiais da Força Tática estavam no local.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *