- Cidade

Sindicato do setor funerário da capital aguarda liberação pela Prefeitura de Manaus da vacinação contra o Covid-19

Assim como em Recife (PE), e em Campina Grande (PB), em Manaus não poderia ser diferente. A afirmação é do presidente do Sindicato das Empresas Funerárias do município de Manaus, Fabrício Bandeira de Melo, que já enviou uma lista de nomes para vacinação de funcionários que trabalham diariamente no transporte e sepultamento de pessoas, principalmente àquelas que faleceram por conta da Covid-19, até os cemitérios da capital. Entre esses funcionários estão motoristas, atendentes e agentes funerários para a Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp).

De acordo com Fabrício, logo no primeiro momento houve uma liberação para iniciar a vacinação no setor funerário, mas um dia após o procedimento foi cancelado. “Mesmo assim estamos aguardando avaliarem a nossa situação por fazermos parte de um setor importante no serviço que prestamos, pois estamos na linha de frente todos os dias e não estamos imunes ao perigo e o risco de contrair a Covid-19, mesmo assim continuamos trabalhando”, destacou.

O representante das funerárias do município disse ainda que, mesmo com o curto manejo de óbitos e com o devido uso de equipamentos de segurança (EPI´s), os agentes funcionários realizam pequenos manejos colocando os corpos nas urnas mortuárias para fazer o traslado para os cemitérios e depois o sepultamento.

“Mesmo assim, esses agentes acabam em contato com o Covid diretamente por ter uma pessoa que faleceu por causa da Covid-19. Dentro do nosso setor administrativo e no atendimento, nós já recebemos familiares que trataram com pessoas que tiveram óbitos na família por Covid, trataram também com pessoas que em tais casas foram contaminadas com a doença e perderam seus entes queridos. Nós não sabemos em qual grau de contaminação essa pessoa que veio até nossa empresa e tratou com nossos atendentes e demais funcionários, colocando todos em risco”, completou.

A partir do momento em que for disponibilizada a vacinação para o setor funerário pela Prefeitura de Manaus, de forma alguma os envolvidos no trabalho funerário serão obrigados a tomar a vacina. Mesmo assim no posicionamento do sindicato, as vacinas serão liberadas e o próprio funcionário decidirá se deve tomar ou não e os locais serão as faculdades do curso de Enfermagem, faltando apenas à confirmação por conta da prefeitura. “Eu particularmente pretendo tomar a vacina assim que for liberada pela prefeitura”, finalizou Fabrício.

 


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *