- Cultura

Arnaldo Barreto lança exposição e filme para celebrar 30 anos de carreira

Para celebrar 30 anos de carreira, o ator e diretor Arnaldo Barreto lança, neste mês, a mostra “Um Espelho, a Arte e Eu” e o longa-metragem “Entre Nós”. Os projetos têm apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, tendo sido contemplados no Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), por meio da Lei nº 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc.

O artista amazonense começa a contar a sua história, por meio de fotos, vídeos, jornais, adereços e figurinos dos principais trabalhos do acervo pessoal, nesta quinta-feira (17/12), a partir das 18h, na abertura da exposição “Um Espelho, a Arte e Eu”, no Centro Cultural Palácio Rio Negro (avenida Sete de Setembro, 1.546, Centro). O acesso é gratuito, e o agendamento pode ser feito pelo Portal da Cultura (cultura.am.gov.br).

Arnaldo explica que a mostra, com a direção cênica de Paulo Altallegre, fica em cartaz até o dia 28 de dezembro, das 9h às 15h, e traz o conceito da integração artística entre teatro, instalação cênica e exposição artística.

“Durante a curta temporada da exposição, também vou apresentar três performances, com personagens que marcaram a minha trajetória”, destaca o ator. “A proposta é aproximar o público da arte e dos sentimentos que ela desperta”.

Entre os personagens cotados como destaques estão Atobaldo Lameira, do espetáculo “Gilda”, de Sérgio Cardoso, com direção de Douglas Rodrigues; Solange, de “A Dama da Noite”, de Caio Fernando Abreu; e Ágatha Thurmaline, de “A Herança Maldita de Mercedita de La Cruz”, também assinada por Sérgio Cardoso e com direção de Chico Cardoso.

Sessão especial – No sábado (19/12), às 19h, o Centro Cultural dos Povos da Amazônia (avenida Silves, 2.222, Distrito Industrial) vai sediar, no auditório Gabriel Gentil, o lançamento do filme “Entre Nós”, com texto e direção de Arnaldo Barreto. A entrada é gratuita.

“Entre Nós” conta o drama de Amália (Izabel Vega) e Jandira (Dione Maciel), que vivem na Amazônia, nas margens do rio Tapajós. A história acontece quando jovem Amália (Fernanda Marquez) se envolve com os irmãos Ferreira, Renato (Lino Camilo) e Ricardo (Denis Carvalho) causando uma grande tragédia que marca para sempre a sua vida e de todos da Vila Paraíso. A classificação indicativa é de 16 anos.

O filme foi rodado em Fordlândia, no Pará, e no Museu Seringal Vila do Paraíso, localizado no Igarapé São João, na área rural de Manaus.

“Fordlândia foi um presente para a nossa obra, tive a oportunidade de conhecer quando rodava outro filme no local e fiquei fascinado com a história de Henry Ford, que construiu uma cidade americana no meio da floresta amazônica. Já o Museu do Seringal era um sonho antigo, e a arquitetura ajuda a relatar a história”, conta o diretor. “‘Entre Nós’ é uma fonte de inspiração, amo fazer filmes de época. Para mim é desafiador, sempre me interessei pelas histórias amazônicas, gosto de personagens fortes, rios e florestas”.

Trajetória – Arnaldo Barreto é de Manaus e atua no cenário artístico desde o final dos anos 1980. Ator, cantor, diretor, cineasta e produtor cultural, foi premiado seis vezes, consecutivamente, como melhor ator no Festival de Teatro da Amazônia. No cinema, ganhou o prêmio de “Melhor Ator” no Festival de Cinema Guarnicê, em São Luís, no Maranhão.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *