- Cultura

Cine Vídeo Tarumã exibe filmes baseados em obras de Guimarães Rosa, no AM

A programação do Cine Vídeo Tarumã nesta semana será em menção ao Dia Mundial do Livro, comemorado no dia 23. As exibições dos filmes ocorrem gratuitamente, sempre às 14h, no Auditório Rio Negro, localizado no hall do IFCHS, no setor norte da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

O projeto irá exibir os filmes “A Hora e Vez de Augusto Matraga” (1965) e “Meus Dois Amores” (2015), ambos baseados em contos e romances do escritor Guimarães Rosa.

Nesta semana, o Cine Vídeo terá apenas duas sessões, uma na segunda (22) e a outra na sexta-feira (26). Após as exibições, também haverá uma roda de conversa sobre os filmes com os professores da Faculdade de Letras (Flet/Ufam), Fernando Scheibe e Carlos Guedelha.

“A Hora e Vez de Augusto Matraga” inicia essa semana especial, na segunda-feira. Dirigido por Roberto Santos, o filme tem música de Geraldo Vandré e elenco formado por nomes como Leonardo Villar e Joffre Soares. Considerado pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) como um dos 100 melhores filmes nacionais, o longa conta a história do violento fazendeiro Augusto Matraga, que, em uma emboscada, é dado como morto, mas sobrevive e passa a buscar um novo sentido a sua vida, voltado à religiosidade. O filme é baseado no conto de mesmo nome, que integra a coletânea “Sagarana”, de Guimarães Rosa. Após a exibição do filme, a roda de conversa será conduzida pelo professor Fernando Scheibe.

Já na sexta-feira, será exibido “Meus Dois Amores”, de Luiz Henrique Rios. O filme tem no elenco Caio Blat, Maria Flor, Lima Duarte e Alexandre Borges, e conta a história de Manuel (Blat), um vaqueiro que é invejado por sua mula Beija-Fulô. Um matador (Borges) aparece e tem interesse em comprar a mula, mas Manuel termina vendendo outra mula no lugar de Beija-Fulô e, quando o matador percebe que foi enganado, decide se vingar. Manuel, para se defender, contrata a ajuda de um feiticeiro. O filme é baseado no conto “Corpo Fechado”, também de “Sagarana”, de Guimarães Rosa. Após o filme, a roda de conversa será realizada com o professor Carlos Guedelha.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *