- Economia

Agência de comunicações dos EUA aprova plano para substituir equipamentos da Huawei e ZTE

A Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos Estados Unidos aprovou por unanimidade na última terça-feira (13) um programa de US$ 1,9 bilhão para substituir equipamentos de telecomunicações de empresas chinesas como Huawei e ZTE da infraestrutura de redes do país.

O valor servirá como um reembolso para operadoras que utilizam os equipamentos chineses que tenham menos de 10 milhões de clientes – a maioria delas está na área rural dos EUA.

Em 2020, a FCC designou a Huawei e a ZTE como ameaças à segurança nacional. Esse status impediu que empresas americanas utilizassem um fundo governamental de US$ 8,3 bilhões para comprar equipamentos das empresas.

Em dezembro passado, a agência adotou regras que exigiam que as operadoras com equipamentos ZTE ou Huawei “tirassem e substituíssem” esses equipamentos, segundo a agência Reuters.

As empresas chinesas negam que seus produtos representem um risco de segurança. Um diretor da Huawei afirmou em setembro passado que a empresa revelaria detalhes de sua tecnologia para mostrar que é segura, mas a promessa não se concretizou ainda.

A Huawei disse em uma declaração que as regras “são simplesmente uma tentativa irrealista de consertar o que não está quebrado”.

“A iniciativa da FCC apenas cria desafios extraordinários para as operadoras nas áreas mais rurais/remotas dos EUA para manter o mesmo alto nível e qualidade de serviço que elas fornecem a seus clientes sem interrupção”, afirmou a companhia.

No mês passado, a agência americana ampliou o veto à equipamentos chineses para além do acesso ao fundo governamental.

Não são mais aprovados os usos de equipamentos de empresas chinesas consideradas ameaças à segurança nacional em redes de telecomunicações americanas.

A FCC também afirmou que poderia revogar autorizações prévias dada aos equipamentos de empresas chinesas.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *