- Economia

Após 4 altas seguidas, confiança do consumidor cai em agosto

Após quatro meses em alta, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) recuou 0,4 ponto em agosto, para 81,8 pontos, um patamar considerado baixo em termos históricos, segundo informou nesta quarta-feira (25) a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Em médias móveis trimestrais, o índice subiu 1,89 ponto, para 81,6 pontos, na terceira alta seguida.

Em agosto, houve diminuição da satisfação dos consumidores sobre a situação atual e acomodação das expectativas sobre os próximos meses. O Índice de Situação Atual (ISA) caiu -1,1 ponto, para 69,8 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE) ficou praticamente estável ao variar 0,1 ponto, para 90,9 pontos.

Com relação aos próximos meses, o indicador que mede o otimismo em relação à situação econômica caiu 4,5 pontos, para 111,8 pontos enquanto as perspectivas sobre a situação financeira das famílias continuam girando em torno dos 92 pontos.

A pesquisa coletou informações de 1.536 domicílios entre os dias 1º e 21 de agosto.

Divisão por renda
A análise por faixas de renda revela piora da confiança para todas as faixas de renda, exceto para os consumidores com renda entre R$ 2.100,01 e R$ 4.800,00, cujo indicador subiu 2,9 pontos, para 76, maior valor desde dezembro de 2020.

Entre os mais pobres, com renda até R$ 2.100,00, caiu de 71,7 para 70,3 pontos, enquanto que para aqueles que ganham acima de R$ 9.600,00 recuou de 93,2 para 91,2 pontos.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *