- Economia

Dólar opera em queda de olho em exterior e com ação do Banco Central

O dólar abriu em queda nesta quinta-feira (20), se mantendo abaixo de R$ 3,90, um dia depois de o Federal Reserve promover o quarto aumento de juros nos Estados Unidos e após o Banco Central anunciar mais uma intervenção no mercado cambial.

Às 9h22, a moeda norte-americana caía 0,61%, vendida a R$ 3,8626. Veja mais cotações.

Na véspera, o dólar fechou em queda de 0,37%, a R$ 3,8865. No mês, a moeda ainda acumula alta de 0,74% frente ao real. No ano, a valorização é de 17,29%.

Atuação do BC
O Banco Central anunciou para esta sessão mais um leilão de linha – venda com compromisso de recompra – no total de US$ 1 bilhão. O objetivo é dar liquidez ao mercado. Este é o quarto leilão deste tipo apenas em dezembro, sendo que a autoridade já havia feito dois outros no final de novembro, quando também promoveu um leilão para rolar os contratos de linha que venciam no início de dezembro.

A autoridade também promove nesta sessão leilão de até 13,83 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de janeiro, no total de US$ 10,373 bilhões.

Se mantiver essa oferta até esta sexta-feira e vendê-la integralmente, terá concluído a rolagem do mês que vem.

Cenário externo
O Fed elevou a taxa de juros pela quarta vez neste ano, apesar das críticas do presidente dos EUA, Donald Trump, à política monetária do país. Os dirigentes do BC dos EUA também reduziram a estimativa mediana de altas dos juros em 2019 de três para duas.

Quando os juros sobem nos Estados Unidos, a economia norte-americana se torna mais atraente para investimentos aplicados atualmente em outros mercados como o Brasil, motivando assim uma tendência de alta do dólar em relação ao real.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *