- Economia

Faturamento de shoppings centers tem queda de 33% em 2020, diz Abrasce

O faturamento do setor de shoppings caiu 33,2% em 2020, fortemente afetado pelos fechamentos do comércio para combate à disseminação do coronavírus no país. Foram R$ 128,8 bilhões contra R$ 192,8 bilhões em 2019, segundo dados da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

O mês de abril, quando o isolamento social teve a maior adesão pela população, foi o pior, com queda de 89% dos ganhos.

A restrição de circulação para redução dos contágios foi o grande motivador da queda de faturamento, segundo a associação. O número de visitantes nos 601 shoppings do Brasil caiu 32% entre 2019 e 2020, passando de 502 milhões para 341 milhões de visitantes.

Mas, além da circulação restrita, os shoppings centers tiveram resultados puxados para baixo pela pouca digitalização. Apenas 29% dos empreendimentos têm operação instalada de vendas online em período em que as compras digitais foram importantes para o comércio.

As operações de shoppings, em geral, são montadas por meio de marketplaces. O formato é uma plataforma digital que reúne operações de venda das lojas daquele shopping.

O número era ainda menor antes da pandemia, o que atrasou a conversão de vendas. Na época, os marketplaces estavam presentes em apenas 11% dos shoppings centers.

De acordo com a sondagem da Abrasce, a digitalização é inescapável. Dentre os empreendimentos que não têm vendas online disponíveis, 59% pretendem instalar marketplaces em até 2 anos.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *