- Economia

Presidente do Fed diz que inflação ‘fraca’ dá espaço para aumento de salários

O aumento de produtividade visto no ano passado dá mais espaço para um aumento de salários sem o risco de elevar a inflação, disse o presidente do Federal Reserve (BC dos EUA), Jerome Powell, na quinta-feira (28), oferecendo mais uma razão para o banco central norte-americano adiar novos aumentos de juros.

“Os sinais de uma pressão de alta sobre a inflação parecem fracos, apesar do mercado de trabalho forte”, tendo em conta um desemprego de 4% e os aumentos de salários vistos recentemente, disse Powell em comentários preparados à Comissão Orçamentária dos Cidadãos em Nova York.

Graças à volta de trabalhadores afastados ao mercado de trabalho e a uma melhoria na produtividade em 2018, a economia pode continuar a preencher dezenas de milhares de vagas novas todos os meses e sustentar salários mais altos sem provocar um salto na inflação que poderia induzir o Fed a começar a elevar os juros novamente.

“Mais empregos ocupados e salários em ascensão estão atraindo mais pessoas para a força de trabalho”, disse Powell. “O crescimento da produtividade no setor de negócios, que vinha decepcionando durante a expansão, aumentou… a produtividade em ascensão permite que os salários aumentem sem criar pressões inflacionárias”.

Na quinta-feira, Powell foi uma das três autoridades do Fed cujos comentários detalharam a abordagem “paciente” do banco para novos aumentos de juros. A diretriz foi anunciada em janeiro, suspendendo um ciclo de três anos de aumentos de juros em meio aos riscos crescentes para as economias norte-americana e global e ao temor de que a inflação pudesse estar se desviando de seu nível atual, próximo da meta de 2% do Fed.

Apesar do sólido crescimento e da geração de empregos sustentada, a inflação nos Estados Unidos continuará ficando abaixo da meta de 2% por algum tempo, afirmou Powell no dia 26 de fevereiro.

Muitos investidores acham que o Fed não agirá neste ano e que sua próxima medida pode ser até para diminuir os juros.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *