- Economia

Procon Manaus aciona Ministério Público contra postos de combustíveis

A Ouvidoria e Proteção ao Consumidor (Procon Manaus) formalizou nesta segunda-feira, 20/8, junto ao Ministério Público do Estado (MPE/AM), denúncia contra os postos de combustíveis, solicitando investigação contra alguns estabelecimentos que atuam no ramo. O motivo da ação se baseia na fiscalização do órgão, realizada por meio de blitz no mês de julho passado, ocasião em que foram constatados fortes indícios de manipulação de preços nas bombas de combustíveis.

A decisão do Procon Manaus ocorre após a fiscalização promovida pelo órgão, no mês de julho, ocasião em que a fiscalização municipal, encaminhou aos postos de combustíveis da cidade uma notificação requisitando a apresentação, no prazo de dois dias, de justificativas para o aumento repentino dos combustíveis, no período de 16 a 20/7.

“Nós fizemos um procedimento interno, amplo e bastante criterioso, com toda a nossa equipe e chegamos à conclusão, que já estava bastante óbvia. No momento em que houve uma redução sem nenhum fator externo do valor da gasolina, sem nenhum aumento ou carga tributaria praticada pelas refinarias, houve uma clara ação de combinação por parte dos donos de postos de combustíveis” afirmou o coordenador do Procon Manaus, Rodrigo Guedes.

Após uma pesquisa de preços realizada em 57 postos de combustíveis da capital, o Procon Manaus verificou a uniformização do preço da gasolina comum. A ação fiscalizadora se deu a partir de denúncias acerca da elevação abrupta no valor do produto.

O Procon Manaus presta serviços de orientação e defesas dos interesses dos consumidores. O órgão está à disposição dos cidadãos e dos consumidores em geral para receber reclamações e denúncias de abusos praticados por fornecedores de produtos ou serviços.

O Procon Manaus não divulgou os nomes dos postos de combustíveis relacionados na denúncia encaminhada ao MPE/AM.

Fonte: Semcom


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *