- Economia

Produção industrial cresce pelo 5º mês consecutivo, diz pesquisa

A atividade industrial cresceu pelo quinto mês consecutivo em outubro, atingindo 58,3 pontos, segundo dados da Sondagem Industrial, divulgada nesta quinta-feira (19) pela CNI (Confederação Nacional da Indústria).

As contratações no setor também continuam aquecidas, com crescimento pelo terceiro mês consecutivo, ao atingir 54,9 pontos.

Aumento de exportações industriais traria R$ 376 bi para economia

A pesquisa varia de 0 a 100 pontos, sendo que valores superiores a 50 representam aumento da produção e do emprego em relação ao mês anterior.

Também houve crescimento na utilização da capacidade instalada média, pelo sexto mês consecutivo. O indicador ficou em 74% em outubro, dois pontos percentuais acima do registrado em setembro. Segundo a pesquisa, o dado foi maior do que o usual para outubro.

Otimismo elevado

Apesar de todos os índices de expectativa recuarem em novembro, pelo segundo mês consecutivo, o otimismo dos empresários para os próximos seis meses continua elevado.

A CNI explica que a queda dos indicadores se deve possivelmente a uma acomodação após a rápida recuperação dos efeitos da pandemia. “Os índices permanecem em patamares elevados, não só da linha divisória de 50 pontos como de suas respectivas médias históricas”, diz a pesquisa.

O índice de expectativa para a demanda caiu 1,8 ponto, para 59,8 pontos em novembro. Em relação às compras de matérias-primas, a queda foi de 2 pontos no indicador, que registrou 58 pontos neste mês. Já o índice de número de empregados recuou 0,9 ponto, para 53,5 pontos, e o de exportação também caiu 0,9 ponto, para 53,9 pontos.

A otimismo em alta reflete-se na intenção dos empresários investirem, cujo indicador cresceu pelo sétimo mês consecutivo e já alcançou os níveis registrados antes da pandemia, com 59,3 pontos registrados em novembro. O índice aumentou 2,1 pontos frente a outubro e acumula alta de 22,6 pontos na comparação com abril.

A Sondagem Industrial ouviu 1.870 empresas entre 3 e 12 de novembro deste ano. Dessas, 738 são pequenas, 647 médias e 485 grandes indústrias.

Fonte: R7


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *