- Economia

Reclamações de atraso na entrega pelos Correios crescem 14% em 2018 no site Reclame Aqui

Levantamento divulgado pelo site Reclame Aqui aponta aumento de 14% nas reclamações referentes a atraso na entrega de encomendas pelos Correios em 2018 em relação a 2017.

Apesar disso, o aumento foi menor que o registrado de 2016 para 2017, quando a estatal teve 28% a mais de queixas no Reclame Aqui.

Os Correios informaram que em seus registros verificou-se que em 2017 o número de reclamações nos canais oficiais da empresa representaram 0,37% do total de objetos entregues naquele ano. Já em 2018, as reclamações registradas representaram 0,34% do total de objetos entregues – veja nota na íntegra abaixo.

Entre 2016 e 2018, foram 60 mil reclamações referentes ao atraso de encomendas. O número vem aumentando – passou de 16.009 em 2016 para 23.482 em 2018.

O mês com maior número de queixas é dezembro, por conta do Natal e também pela Black Friday, que acontece em novembro e gera reclamações de produtos não recebidos.

Além disso, nenhuma das 60.260 reclamações recebidas em 2018 foi respondida pelos Correios. Consequentemente, a estatal fechou o ano com reputação “Não Recomendado” no site. Nesse total de reclamações entram outras queixas além do atraso na entrega, como qualidade do serviço prestado, demora na execução de outros serviços dos Correios, mau atendimento e entrega no endereço errado.

“Os Correios são o maior fornecedor logístico dos e-commerces brasileiros, assim sendo, em toda entrega que for realizada, eles são parte da cadeia de consumo, já que são remunerados diretamente pela entrega do produto, que por sua vez faz parte do contrato de compra e venda estabelecido entre o cliente e o e-commerce”, explica o diretor de operações do Reclame Aqui, Diego Campos.

Veja nota dos Correios na íntegra:

Os Correios possuem canais oficiais de relacionamento com os clientes (0800-725-0100 ou em http://www2.correios.com.br/sistemas/falecomoscorreios/), por isso não respondem às reclamações do site Reclame Aqui. Em histórico apurado nos registros dos Correios, verificou-se que em 2017, o número de reclamações nos canais oficiais da empresa representaram 0,37% do total de objetos entregues naquele ano. Já em 2018, as reclamações registradas representaram 0,34% do total de objetos entregues. Essa queda no número de reclamações é inversamente proporcional à melhora da qualidade operacional dos Correios. Em dezembro do ano passado, por exemplo, o percentual de encomendas entregues no prazo foi de 99%, ou seja, a cada 100 objetos, 99 foram entregues rigorosamente no prazo.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *