- Economia

Via Varejo divulga dados sobre vendas online após publicação no Twitter

A Via Varejo, dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio, divulgou na madrugada desta terça-feira (21) que teve forte crescimento de vendas online em determinadas categorias entre os dias 1º de maio e 21 de junho, na comparação com o período de 3 de maio e 23 de junho de 2019.

Na segunda-feira, a empresa havia divulgado dados operacionais em sua conta no Twitter – que foram apagados no começo da tarde.

A divulgação em rede social contraria as regras do mercado de capitais, que determinam que publicações de dados operacionais de companhias abertas (com ações em bolsa) sejam feitas fora do horário de funcionamento da bolsa, e por meio de comunicado ao mercado, enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O objetivo é garantir a isonomia das informações entre os investidores.

Aumento das vendas
De acordo com a companhia, considerando as vendas por categoria para consumidores finais (1P B2C) no canal online, a de games/câmera mostrou incremento de 859%, seguida por informática (+475%), queimadores (+418%), televisores (+382%), telefonia (+354%), refrigeração (+283%), lavadoras (+248%) e som(232%).

Por ‘Best Seller’ (mais vendidos) na categoria, os números foram ainda mais fortes, com as vendas games/câmera crescendo 2.507%, seguidas por televisores (+1.899%), som (+1.518%), informática (+1.453%), telefonia (+1.095%), queimadores (+746%), refrigeração (+400%) e lavadoras (+308%).

Na segunda-feira, as ações da companhia dispararam após a divulgação dos números na conta oficial da Via Varejo no Twitter, renovando máximas históricas e fechando a R$ 21,17, em alta de 7,35% com ações ligadas ao comércio eletrônico como um todo valorizando-se.

Processo administrativo
Ainda na segunda-feira, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) afirmou que o assunto estava sendo analisado em processo administrativo.

No fato relevante disponível na CVM por volta da meia-noite e meia, a Via Varejo esclareceu que o seu departamento de comunicação publicou às 9h48 de segunda-feira determinadas informações comparativas relativas ao crescimento de vendas em determinadas categorias de produtos na plataforma online.

“A publicação não foi autorizada e não é política da companhia divulgar este tipo de informação, razão pela qual tão logo seu departamento de Relações com Investidores tomou conhecimento da publicação, solicitou prontamente que a mesma fosse retirada do ar, o que ocorreu às 12h55 da tarde”, afirmou.

A companhia disse ainda que, de forma excepcional e para assegurar a disseminação isonômica de informação correta e precisa decidiu apresentar os determinados dados, reforçando ainda que são gerenciais e não auditados.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *