- Esportes

Astro do judô do PSG, Teddy Riner quer ver Neymar para entregar quimono prometido em 2017

Dono de 10 títulos mundiais e de duas medalhas de ouro olímpicas, o lendário judoca francês Teddy Riner está de volta ao clube que defendeu quando pequeno, o Paris Saint-Germain. No ano passado, ele fechou um contrato de cinco anos com o clube parisiense para, além de defender as cores da equipe, capitanear o retorno do judô do PSG, que estava desativado desde 2002. O esportista, que ajudou a selecionar 14 jovens para formarem o novo time e será uma espécie de irmão mais velho para eles, não esqueceu da promessa que fez ao atacante Neymar.

No ano passado, quando Neymar fechou com o PSG e Riner soube que os dois seriam companheiros, ele prometeu ao atacante brasileiro um presente. Fez mistério sobre o que seria. Mas, em uma exclusiva com o GloboEsporte.com durante o Campeonato Mundial de Judô em Budapeste, na Hungria, revelou se tratar de um quimono. Nesta sexta, durante a apresentação oficial da nova equipe e da academia do Paris-Saint Germain, com a presença do atacante Killian Mbappé, inclusive, Riner disse que ainda não entregou o presente:

– Não (entreguei), mas não vai demorar. Nós vamos organizar isso. A mensagem que ele me enviou antes dos Jogos Olímpicos me trouxe sorte porque acabei ganhando lá. Eu sempre falo que o Brasil tem um lugar no meu coração: três títulos, um olímpico e dois mundiais! Eu adoro o Brasil – falou Teddy Riner, em referência à mensagem enviada por Neymar antes da disputa da Rio 2016 desejando boa sorte.

Teddy Riner fez questão de elogiar Neymar e também Mbappé, presente na apresentação:

– Neymar é um grande jogador e todos nós sabemos, é um dos top 3 atualmente no futebol e tê-lo no PSG é excepcional. Eu acho incrivel e magnífico quando essa dupla funciona. É um grande prazer vê-los (em ação) – concluiu.

Nesta sexta, o clube francês fez um evento para apresentar oficialmente sua academia e os 14 jovens judocas de alto nível que foram recrutados para sua equipe, além de divulgar mais informações sobre a escola aberta em Paris no dojo do clube CMG em Porte D’Italie.

Ela terá como objetivo, além de elevar a modalidade, dar acesso à prática da arte marcial a todas as audiências, sobretudo mulheres, pessoas mais velhas e crianças de classes sociais mais baixas. Além de Riner como estrela, a equipe terá o medalhista de ouro em Atlanta 1996, Djamel Bouras, como seu presidente.

O judô do PSG vai debutar na temporada 2018/2019 com um grupo de alto nível. Ao todo, São cinco meninas e nove meninos que vão disputar os campeonatos franceses de primeira divisão agora nos dias 3 e 4 de novembro.

São eles: Faïza Mokdar (17 anos, -52 kg), Habi Magassa (17 anos, -78 kg), Lalou Lebrun (19 anos, -52 kg), Mélanie Vieu (19 anos, -48 kg), Carla NZossi (20 anos, -70 kg) no feminino, e Heydar Ouchen (16 anos, -55 kg), Yhonice Goueffon (17 anos, -60 kg), Joris Agbegnenou (18 anos, -90 kg), Widdman Laudort (19 anos, -66 kg), Hugo Metifiot (19 anos, -73 kg), Eniel Caroly (18 anos, -81 kg), Tanou Keïta (18 anos, -100 kg), Christopher Mvuama (19 anos, -100 kg) e Israil Dakayev (19 anos, -66 kg).

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *