- Esportes

Minotauro afirma que Anderson nocautearia McGregor e assegura: “Seria uma luta bonita”

Anderson Silva e Conor McGregor revelaram, nas últimas semanas, que gostariam de se enfrentar no octógono em uma superluta. E Rodrigo Minotauro, Embaixador de Relacionamento com Atletas do UFC no Brasil, está ao lado de milhões de fãs pelo mundo, que torcem para que o Ultimate torne o confronto em realidade.

Ex-campeão do Pride e do UFC, Minotauro acredita que a luta, devido às características dos atletas, seria favorável a Anderson Silva e aposta que “Spider” nocautearia o ex-campeão dos penas e dos leves, em peso-combinado.

– Eu acho uma superluta! O Conor McGregor é um cara que domina bem a distância, mas o Anderson Silva faz isso como niguém. O Derek Brunson é bom de entrada, é agressivo e não se criou na distância com o Anderson. A luta corpo a corpo atrapalha mais o Anderson. Seria uma luta bonita, entre dois caras habilidosos, que chutam e socam. O Anderson dá 80kg, e o McGregor terá que fazer uma musculação (risos). Eu colocaria minha casa e meu carro no Anderson (risos). Ele nocauteia. O Anderson domina o jogo de distância como ninguém. Ambos são canhotos. O Anderson joga bem golpes de encontro, e o McGregor é bom nos golpes retos. Ia vender (risos). O Anderson sabe jogar bem esse “game” de falar. Se colocar aquela máscara, então, vira outro cara – declarou Minotauro ao Combate.com, em alusão à máscara utilizada por “Spider” contra Vitor Belfort, em 2011.

Minotauro, que além de ter treinado com Anderson Silva é amigo do ex-campeão dos médios, garante que motivação não falta ao veterano, que cumpriu suspensão por doping e está liberado para atuar novamente.

– Está motivado, treinando e quer lutar logo. O UFC está fazendo algumas propostas a ele. O Anderson luta em qualquer card, é um atleta top. Tem que fazer luta principal ou co-principal de qualquer evento grande. Ele tem interesse em eventos numerados e está vendo qual evento vai encaixar na agenda dele. O Anderson está me mandando vários vídeos de treinos. Ele nunca parou, mesmo nesse período suspenso. Ele voltou à rotina como atleta. Eu queria vê-lo lutar todo dia (risos), é a nossa grande estrela, não só brasileira como mundial.

Punido com um ano de gancho após novo episódio de doping, Anderson Silva estará livre atuar no mês que vem. Em sua última apresentação, em fevereiro de 2017, ele venceu Derek Brunson, por pontos.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *