- Esportes

Warlley Alves jura que Covington devolveu cinturão: “Ficou com medo do Woodley”

Muitos brasileiros acharam graça quando o UFC decidiu tirar o cinturão interino dos pesos-meio-médios de Colby Covington quando o falastrão, que provocou demais o Brasil no último ano, se recusou a enfrentar o campeão linear Tyron Woodley em setembro, no UFC 228. Warlley Alves, único homem a derrotar o lutador americano no MMA, acredita que a versão oficial não é o que aconteceu de fato. Ele garante que foi seu desafeto que devolveu a peça à organização, quando se deu conta da encrenca em que se meteu.

– Na verdade, ele não perdeu, né, ele provavelmente entregou o cinturão interino, porque a gente sabe que ele é frouxo, é falso. Ele sabia que o Tyron Woodley ia matar ele, ia destruir ele, que ia tirar ele para nada. Quando o Tyron Woodley disse que ia espancar ele, ficou com medo e entregou. Falei para os meus parceiros, “Você acha que ele vai enfrentar o Tyron Woodley? Ele vai inventar uma lesão e vai sair da luta.” Agora eu estou chegando. E ele sabe, eu dei a oportunidade, eu liguei para ele e ele desligou. Ele tem medo, ele é uma menina. Deve se esconder debaixo da cama, porque sabe que eu estou chegando – detonou Warlley, em entrevista por telefone ao Combate.com.

O campeão do torneio peso-médio do TUF Brasil 3 fala de Covington como um de seus “projetos”, um objetivo para o futuro. Antes de ter uma chance de reencontrar no octógono o desafeto, cujas palavras sobre o Brasil jamais foram engolidas por ele, o mineiro de Governador Valadares tem pela frente o americano James Krause no UFC Lincoln do próximo sábado (o Combate transmite ao vivo e com exclusividade a partir de 19h15 no horário de Brasília).

– Sinceramente, não sei onde (a luta contra Krause) vai acabar, não faço ideia, só sei que vai acabar com minha mão levantada no final. Estou totalmente focado, vai ser, se Deus quiser, minha melhor luta até aqui. Enquanto eu não arrancar a cabeça desse falastrão desse Colby Covington, não vou parar de treinar. Sei que é uma luta praticamente impossível na atual situação da minha carreira, mas estou buscando e um dia vou chegar. Vou conseguir, vou representar o Brasil e vou calar a boca desse pela-saco – prometeu Warlley, que teve mais ameaças para o falastrão americano, o qual finalizou com uma guilhotina em dezembro de 2015.

“Quero bater nele. Vamos ver se eu laço o pescoço de novo, mas eu quero bater mesmo nele. O que ele falou não desceu, e ele vai ter que pagar por isso. Ele tem duas opções: ou ele cai na minha mão, ou se aposenta antes, porque, quando ele cair na minha mão, vai se arrepender de ter virado lutador de MMA.”

Participação em novela e sonho de ser ator

Warlley Alves acertou sua participação no UFC Lincoln com pouco mais de um mês de antecedência para o evento. Ele já vinha treinando de olho numa possível vaga no UFC São Paulo de 22 de setembro, e se sentiu confortável para aceitar o desafio contra Krause antes disso. Entre sua última luta (vitória sobre Sultan Aliev no UFC Rio 9, em maio) e o início de seu camp de treinamento na Team Nogueira, ainda houve tempo para filmar uma ponta na novela “Orgulho e Paixão”, da Rede Globo, na qual interpretou um lutador de lutas clandestinas.

– (Atuar) É uma experiência sempre boa. A gente tem alguns projetos em relação a isso e deixamos em stand by, só consigo tocar nisso quando não tenho luta. Como estou com um projeto de arrancar a cabeça do Colby Covington de novo, tenho focado muito nos treinos. Mas a novela que a gente participou me deu mais experiência para o que a gente quer fazer – disse Warlley, que revelou ter um sonho de se tornar ator de filmes de ação.

– Eu tenho essa vontade. Não sou um ator, mas passei a vida inteira gostando de filme de ação, sempre quis protagonizar um filme, e espero em breve realizar esse sonho, com algumas parcerias que viemos conversando – contou.

O Combate transmite o UFC Lincoln ao vivo e com exclusividade no próximo sábado, a partir de 19h15 (horário de Brasília). O Combate.com acompanha o evento em Tempo Real e transmite as duas primeiras lutas do card preliminar em vídeo ao vivo. Confira o card completo:

UFC Lincoln
25 de agosto de 2018, em Nebraska (EUA)
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-leve: Justin Gaethje x James Vick
Peso-pena: Michael Johnson x Andre Fili
Peso-palha: Cortney Casey x Angela Hill
Peso-meio-médio: Jake Ellenberger x Bryan Barberena
Peso-mosca: John Moraga x Deiveson Figueiredo
Peso-médio: Eryk Anders x Tim Williams
CARD PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: James Krause x Warlley Alves
Peso-galo: Cory Sandhagen x Iuri Marajó
Peso-médio: Andrew Sanchez x Markus Maluko
Peso-meio-médio: Mickey Gall x George Sullivan
Peso-mosca: Joanne Calderwood x Kalindra Faria
Peso-leve: Drew Dober x Jon Tuck
Peso-galo: Rani Yahya x Luke Sanders

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *