- Polícia

Departamento de Repressão ao Crime Organizado tirou, em 2021, cerca de 7 toneladas de drogas de circulação

O Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), retirou de circulação cerca de 7 toneladas de substâncias entorpecentes, sendo 6,3 toneladas de maconha e 702 quilos de cocaína, durante as operações realizadas em 2021. Também foram efetuadas 77 prisões, entre flagrantes e cumprimento a mandados.

Conforme a estatística do departamento, foram contabilizadas 109 operações que resultaram na apreensão de 1.203 munições e no cumprimento de 59 mandados de busca e apreensão.

De acordo com o delegado Rafael Allemand, titular do DRCO, os números mostram um desempenho exitoso das equipes que compõem o departamento.

“Esse resultado é excelente, pois é fruto de um intenso trabalho no combate ao crime organizado no nosso estado. Em 2021, tivemos operações em que retiramos de circulação grande quantidade de drogas, armas de fogo e munições, além das prisões de criminosos considerados de alta periculosidade. Ressalto que continuamos com o mesmo empenho em 2022”, destacou Allemand.

O diretor do DRCO reforçou a colaboração das Forças de Segurança do Estado e de outras delegacias durante as ações, além do apoio da população amazonense, que ajuda diariamente repassando denúncias sobre os crimes.

*Grandes operações* – Allemand destacou algumas operações que foram destaque durante o ano e que causaram prejuízo aos criminosos. Uma delas foi a quarta fase da Operação Mamon, em fevereiro de 2021, que contou com o apoio da 33ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manaquiri (a 60 quilômetros de Manaus), e resultou na apreensão de seis máquinas de alto valor, entre retroescavadeiras, tratores e um caminhão, causando um prejuízo de R$ 2 milhões ao crime organizado.

Outro destaque foi a Operação Coalizão pelo Bem, que contou com o apoio do Departamento Geral de Combate à Corrupção, Organizações Criminosas e à Lavagem de Dinheiro (DGCOR-LD) da Polícia Civil do Rio de Janeiro, onde foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão em nome de líderes de uma organização criminosa ligada ao tráfico de drogas que atuavam no Rio de Janeiro e Amazonas.

“Nessa ocasião foram presos os mandantes dos ataques criminosos ocorridos no Amazonas no início do mês de junho”, disse o delegado.

Já em novembro, a Operação Refino resultou na prisão de quatro integrantes de uma organização criminosa e na apreensão de, aproximadamente, 2 toneladas de cocaína e maconha tipo skunk, além de armas de fogo, granadas e munições.

“Esse trabalho do DRCO continua para que, dessa forma, esses números sejam cada vez maiores e possamos restaurar a ordem e a tranquilidade na sociedade amazonense”, ressaltou a autoridade policial.

Fonte: Divulgação/ PC-AM


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *