- Polícia

Mulheres são flagradas com drogas e chips de celular dentro de unidades prisionais no AM

Quatro mulheres foram presas tentando entrar com drogas e chips de celulares em três unidades prisionais do Amazonas neste fim de semana. O grupo foi identificado após denúncia anônima feita aos agentes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e com ajuda do equipamento de escaneamento corporal utilizados durante as revistas.

Na manhã deste domingo (7), a irmã de um detento tentou entrar na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) com 15 chips de celular e um cartão de memória de 2GB enrolados na mão. O presídio fica bairro Puraquequara, na Zona Leste de Manaus.

Já no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), uma mulher foi flagrada com 256 g de entorpecentes escondidas nas partes íntimas. O complexo fica no no quilômetro oito da rodovia federal BR-174.

No sábado (6), a irmã e a esposa de um dos detentos do Centro de Detenção Provisório de Manaus (CDPM 1) tentaram entrar duas porções de drogas dentro da unidade. Uma das suspeitas carregava 90 gramas e outra 72 gramas de entorpecentes. A droga foi encontrada após a dupla ser submetida a revista no equipamento de escaneamento corporal (Body Scan).

O coordenador do Sistema Penitenciário (Cosipe) da Seap, Major Renan Carvalho, disse que o Departamento de Inteligência recebeu a informação de que as visitantes levariam drogas no dia de visitação.

“Ao chegarem na unidade, ambas passaram no raio X corporal, e detectamos os ilícitos introduzidos em seus corpos, conforme denúncia”, informou.

As quatro visitantes foram encaminhadas para o 19º Departamento Integrado de Polícia (DIP) e poderão ter o registro de visitas suspenso ou cancelado.

Fonte: G1 AM


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *