- Polícia

PC-AM prende homens por apropriação de bens, extorsão, retenção de documentos e agiotagem contra idosa

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (Decci) prendeu em flagrante, nesta segunda-feira (09/08), por volta das 13h37, dois homens de 41 e 55 anos, pelos crimes de apropriação de bens, extorsão, retenção de documentos e usura (agiotagem) praticados contra uma idosa de 69 anos. O crime ocorreu em uma agência bancária no Boulevard Álvaro Maia, bairro Presidente Vargas, zona sul da capital.

Durante coletiva de imprensa realizada no prédio da Delegacia Geral, situado na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, nesta terça-feira (10/08), a delegada Andréa Nascimento, titular da Especializada, explicou que a denúncia foi recebida de forma anônima pelas equipes da Decci, relatando que uma idosa estava sendo cobrada abusivamente por um suposto agiota, em uma agência bancária no endereço mencionado.

“O crime passou a ocorrer no momento em que a vítima, em 2016, realizou um empréstimo de R$ 4 mil. Os criminosos realizavam as cobranças mensalmente, aplicando juros de 20% sobre o valor das parcelas, que já chegavam a mais de R$ 40 mil. Os criminosos agiam confiscando o cartão da idosa para realizar saques e transferências”, esclareceu a delegada.

Ainda durante a coletiva, a autoridade policial ressaltou que a equipe policial se dirigiu à agência e identificaram a idosa entregando uma grande quantia em dinheiro ao homem de 41 anos. Os policiais abordaram o indivíduo, e, após a confirmação de que se tratava do crime de usura real, efetuaram a prisão em flagrante.

Ao ser encaminhado à Especializada, o indivíduo informou que estava na agência apenas para cumprir ordens de outro homem de 55 anos. Ao ser questionado, informou onde o mandante do crime estava. A equipe, então, dirigiu-se ao bairro Cachoeirinha, zona sul, e prendeu o segundo envolvido no crime.

Conforme a delegada, os dois indivíduos já possuem passagem pela polícia por posse e porte ilegal de arma de fogo. Na residência onde o mandante do crime foi flagranteado, foram apreendidos exatamente 247 cartões eletrônicos utilizados nas cobranças praticadas por eles.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *